sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Opinião sobre o livro "A vida na porta do frigorífico" de Alice Kuipers


Sinopse
Há famílias que encontram diferentes registos de comunicação e que apesar de parecerem inusitados à generalidade das pessoas, resultam num perfeito entendimento. Este é o caso deste romance escrito em simples notas deixadas, ao longo de quase um ano, na porta do frigorífico, por mãe e filha. A mãe é uma mulher de 44 anos, divorciada, cuja profissão, médica obstetra, a absorve tanto que não lhe deixa tempo para falar com a filha de 15 anos. Minutos de desencontro que lhe permitem somente deixar pequenas notas coladas na porta do frigorífico da casa onde ambas habitam. Através das notas ficamos a conhecer a vida destas duas protagonistas e a triste notícia de que a mãe sofre de cancro mamário. Um enredo original pautado pelo melodrama.

Devo avisar que este comentário tem spoilers.
Minha Opinião:
Não sei por onde começar, este livro foi uma surpresa, uma excelente surpresa, que me fez rir e encher de lágrimas os meus olhos.
De leitura fácil mas com uma intensidade extrema, um relato de um drama familiar. Uma Mãe e uma filha que comunicam através de recados que vão deixando na porta do frigorífico. Esta foi a forma de comunicarem uma com a outra dado a escassez de tempo.
A filha que a mãe chama de coelhinha, com carinho, chama-se Claire é uma adolescente e como todas as adolescentes pensa que o mundo gira em torno do seu umbigo, a Mãe é uma médica obstetra, que adora o que faz e dedica a sua vida à profissão.
Quando menos esperamos bate-nos à porta aquilo que julgamos só acontecer aos outros, Claire que nunca está com a mãe depara-se com os seus problemas característicos da adolescência, namorado instável, amizades conflituosas. Os seus pais são divorciados, mas isso parece não ser um grande problema para esta família, lidaram muito bem com esse tema.
O tema que este livro foca e a meu ver apesar de ser de uma forma leve é dramática _O CANCRO DA MAMA_ mãe de Claire está a atravessas a fase da descoberta de um caroço, vai ao médico oncologista e não dá muita importância ao assunto, facto típico dos médicos. De seguida vem o drama de retirar um peito, radioterapia e a fatal quimioterapia, internamento e morte. Com tudo isto a sua coelhinha (sua filha), cresce aprende com a dor da vida a tornar-se uma jovem adulta que encontra no seu amigo de sempre, James o seu apoio e namorado.
Um livro que mexeu muito comigo, porque também faça parte do grande grupo que diz que essas coisas só acontecem aos outros. Mas este é um pensamento demostrativo do medo.

Aconselho vivamente a sua leitura, tem um título leve e engraçado, mas engana-se quem pensa que é um livro igualmente leve.

Classificação: 5- Adorei

A Autora ...

Alice Kuipers nasceu em Londres em 1979 e estudou em Manchester, onde realizou um mestrado em escrita criativa. Publicou poesia e contos em revistas literárias, antes de se aventurar pelo romance. A Vida na Porta do Frigorífico foi adquirido por 21 países. A autora vive actualmente no Canadá.

4 comentários:

  1. Já tinha reparado neste livro e sempre teve críticas muito boas..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Lia
      A unica coisa que te posso dizer e le e daqueles que marcam para sempre.
      Boas leituras.

      Eliminar
  2. Ja li sobre este livro e pelas tuas críticas parece que é um para ler ;) Beijinhos *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Denise
      Este livro é de muito fácil leitura mas, pelo menos a mim, deu-me muito que pensar. Reflectir essencialmente nas relações humanas, é um livro incrível na medida que demonstra o caminho que estamos a percorrer para cada vez existir menos diálogo nas famílias. Este é o meu ponto de vista.
      Boas leituras;)

      Eliminar