domingo, 7 de abril de 2013

Minha opinião sobre o livro _ «História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar»


História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
de Luis Sepúlveda
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 144
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04092-3
Idioma: Português

Sinopse:

Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para as Novas Oportunidades, como sugestão de leitura - Grau de Dificuldade III.

Esta é a história de Zorbas, uma gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.

Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabe tudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...

Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luis Sepúlveda oferece-nos neste seu livro já clássico uma mensagem de esperança de altíssimo valor literário e poético.

Minha opinião:
Esta é uma das parábolas mais lindas que já li, transmite  sentimentos de solidariedade e amizade que se vão estabelecendo entre uma gaivota que não sabia voar  e um gato que queria muito ensinar a gaivota a voar.
Muitas vezes tentaram e tentaram mas o gato não desistia de  ajudar a sua amiga andorinha a voar, até que um dia Zorbas pede ajuda a um humano que escreve poemas, esse humano leva-lhes ao alto da torre de S. Miguel, este deixa Ditosa e esta voa, Ditosa fica felicissima e Zorbas sente-se orgulhoso por ter cumprido as promessas. 
Foi uma tarde de sábado muito bem passada.

Excelente_6 de 7_

Boas leituras!

4 comentários:

  1. Completamente de acordo. É uma pequenina pérola, este livro :) Aconselho também O Velho Que Lia Romances de Amor.
    Os livros de Sepúlveda só têm um defeito: deixam sabor a pouco...

    ResponderEliminar
  2. Olá Carlinha. :)

    Também gostei muito deste livro. Li-o o ano passado e tem mensagens intemporais, cheias de significado. :)

    Beijinhos e boas leituras.

    ResponderEliminar
  3. Olá Manuel e Rita,
    Quando acabei a leitura deste livro recordei as mensagens do Principezinho e deixei e questionei-me sobre as mensagens que ambos me transmitiram, livros fabulosos, sem sombra de dúvida.
    Beijinhos e boas leituras!

    ResponderEliminar
  4. li este levro na escola e muito bom representa amizade e cumprimento da sua palavra
    adorei

    ResponderEliminar