quarta-feira, 6 de maio de 2015

Anais Nin, in "Fala Uma Mulher"

"Quais São os Escritores Que Nos Enriquecem?
Anais Nin

Quais são os escritores que nos enriquecem? Penso que isso é diferente para todos. Penso que lemos muito subjectivamente. Lemos aquilo de que precisamos. Há quase uma força obscura que nos guia para determinado livro numa determinada altura; depois criamos problemas quando tentamos racionalizar isso e dizemos que este escritor é bom e aquele escritor é mau. Nunca fui capaz de dizer isso. Compreende, não posso dizer que Simone de Beauvoir seja má escritora, mas posso dizer que não me enriquece. O que é uma afirmação totalmente diferente. E penso que isso varia muito. Elaborei uma lista de escritoras e dos seus livros que me enriqueceram. Mas não é uma selecção literária. É uma selecção puramente subjectiva e a sua podia ser totalmente diferente. 

Perguntam-me muitas vezes o que penso acerca de Simone de Beauvoir, o que penso acerca de The Golden Notebook, e é-me sempre difícil responder. Não os considero livros enriquecedores, porque me repetem incessantemente como as coisas estão, mas nunca me mostram como posso mudá-las. Logo, quando Simone de Beauvoir escreve um livro acerca do envelhecimento, ela está a curvar-se à idade cronológica e a dizer que em determinada altura ficamos velhos. Mas nós às vezes ficamos velhos aos vinte anos. A idade é outra coisa que temos de transcender e de encarar com outra atitude. Não é cronológica. E penso o mesmo em relação à descrição de coisas tal como elas são, sem uma abertura que nos diga para onde podemos ir a partir dali ou como podemos transcendê-las, que encontro naqueles que chamo os escritores enriquecedores. É por isso que, quando não estou apaixonada por escritores, digo sempre que posso respeitar as suas ideias, mas que não me dão o sentimento que me empurra para a vida." 

Anais Nin, in "Fala Uma Mulher"

2 comentários:

  1. Olá,
    Obrigada por avisares quanto às capas dos livros, não fazia ideia que as capas das novas edições eram jackets que davam para tirar, como ultimamente gostam tanto de colocar imagens das séries ou filmes dos livros nas capas dos livros, deixando de ter à venda os livros com as capas antigas, pronto, pensei mesmo que com as crónicas de gelo e fogo acontecesse o mesmo.
    Quanto à série, fazes bem, assim dedicaste a uma coisa de cada vez! :)
    Adorei este excerto no post, acho importantíssimo que quando dizemos que não gostamos de determinado autor ou livro o façamos da forta certa sem nunca desrespeitar o trabalho dos outros, porque no fim de contas são opiniões e cada um tem a sua, daí que tenha adorado a última frase deste post "É por isso que, quando não estou apaixonada por escritores, digo sempre que posso respeitar as suas ideias, mas que não me dão o sentimento que me empurra para a vida."
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      É eu gostei muito deste texto de Anais Nin, a forma como ela encara a leitura e os escritores. Acima de tudo o respeito pelos escritores e pelas opiniões dos outros leitores.
      Ainda bem que te auxiliei nos livros de George R.R. Martin, existe essa mania de alterar as capas é irritante, detesto isso. Mas neste caso dá para tirar e ficar com a capa original, pelo menos nos meus deu para fazer isso e claro que dá em todos;).
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar