segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Minha opinião sobre o livro "A Rapariga que roubava livros" do escritor Markus Zusak

A Rapariga que Roubava Livros

de Markus Zusak; 

Tradução: Manuela Madureira
Edição/reimpressão:2008
Páginas: 468
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722339070
Coleção: Grandes Narrativas
Preço:19.99 euros
Livro do Plano Nacional de Leitura
Comecei a ler:08-09-2015
Terminei de ler:28-09-2015
Sinopse:
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 9.º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.

«Quando a morte nos conta uma história temos todo o interesse em escutá-la. Assumindo o papel de narrador em A Rapariga Que Roubava Livros, vamos ao seu encontro na Alemanha, por ocasião da segunda guerra mundial, onde ela tem uma função muito activa na recolha de almas vítimas do conflito. E é por esta altura que se cruza pela segunda vez com Liesel, uma menina de nove anos de idade, entregue para adopção, que já tinha passado pelos olhos da morte no funeral do seu pequeno irmão. Foi aí que Liesel roubou o seu primeiro livro, o primeiro de muitos pelos quais se apaixonará e que a ajudarão a superar as dificuldades da vida, dando um sentido à sua existência. Quando o roubou, ainda não sabia ler, será com a ajuda do seu pai, um perfeito intérprete de acordeão que passará a saber percorrer o caminho das letras, exorcizando fantasmas do passado. Ao longo dos anos, Liesel continuará a dedicar-se à prática de roubar livros e a encontrar-se com a morte, que irá sempre utilizar um registo pouco sentimental embora humano e poético, atraindo a atenção de quem a lê para cada frase, cada sentido, cada palavra. Um livro soberbo que prima pela originalidade e que nos devolve um outro olhar sobre os dias da guerra no coração da Alemanha e acima de tudo pelo amor à literatura.»
retirado do site wook

Críticas de imprensa:
"Zusak não só cria uma história original e enfeitiçante, como escreve com poesia… Uma narrativa extraordinária." 
School Library Journal 
"Uma narrativa absorvente e marcante."
Washington Post
"Uma história poderosa." 
Booklist
"Brilhante… É um daqueles livros que podem mudar a nossa vida…" 
New York Times
"Perturbador e poético ao mesmo tempo…Parece bem colocado para se tornar um clássico." 
USA Today
"Elegante, filosófico e comovente… Belo e importante." 
Kirkus Reviews
"Um feito… um livro que é um desafio…" 
Publisher’s Weekly
"Inquietante, desafiante, triunfante e trágico… Um livro de grande fôlego, escrito de forma soberba… É impossível parar de o ler." 
Guardian
"Um livro extraordinário, marcante, de grande beleza." 
Sunday Telegraph
"Aos trinta anos, Zusak escreveu um dos livros australianos mais invulgares e cativantes de sempre." 
The Age (Austrália)
"A Rapariga Que Roubava Livros" - Trailer Oficial
Minha opinião:
Não me sinto capaz de dar a opinião sobre este livro, tamanha é a sua grandiosidade. Tudo o que diga sobre ele é pouco muito pouco mesmo.
Por esse motivo vou limitar-me a escrever o mesmo que escrevi no Goodreads quando terminei a leitura do livro.
Estou ainda em estado de alerta máximo;)
Amei este livro, demorei muito a ler, eu sei, mas valeu a pena.
Talvez assim tenha saboreado cada página com outro prazer. Não sei dizer nada sobre o livro a não ser que é excelente.
Fiquei muito admirada logo no início quando me deparei com a narradora da história que ao longo do livro por vezes também é uma personagem. Amei a Liesel, a rapariguinha que era somente apaixonada por livros, conclui que ela não os roubava eles iam ter às suas mãos é bem diferente. Gostei muito da personagem desempenhada pelo pai adotivo da pequena menina. Um homem com valores mas ao mesmo tempo estava do outro lado da linha.
Este livro deu-me uma outra visão do Holocausto, através da forma como a morte retrata as situações fiquei ainda mais arrepiada com o drástico período da segunda guerra mundial.
A cena que mais me marcou foi logo no início e está relacionada com o irmãozinho da Liesel.
Amei este livro, ainda bem que ganhou a leitura conjunta do Desafio Regresso à Escola, pois já o tinha à tanto tempo e não sei porque não lhe peguei antes.

Aconselho vivamente a sua leitura, partam para ele sem grandes expectativas e deixem-se surpreender pela leitura, saboreiem o livro, por que quando acabar se vos acontecer como a mim apetece começar de novo.

Agora que já se passaram algumas horas após ter terminado o livro continuo igual. Leiam este livro, façam esse favor a vocês próprios, não se deixem passar pelo mundo literário sem conhecer esta magnífica obra literária.

Recomendo vivamente a sua leitura e releitura.
Classificação de 5 estrelas, porque não há mais, no Goodreads.
Boas leituras!

8 comentários:

  1. Olá!
    Eu não li o livro, mas minha irmã gosta moito dele (gosta muito de livros sobre essa época, como podes ver no nosso blog). Talvez o leia no futuro.
    Beijinhos e boas leituras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alexandros,
      Tens de ler é lindo, fantástico mesmo.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Olá Carla
    Fico tão contente que tenhas gostado tanto!
    É realmente um livro muito bom.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara,
      Adorei o livro é maravilhoso. Até tenho receio de ver o filme e me desiludir.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  3. Viva,

    Partilho da tua opinião, grande livro ;)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá migo,
      Livro excelente.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  4. Olá,
    Parece que este livro vale mesmo a pena ler e que gostaste mesmo dele, pelo que tenho mesmo de ver se leio este livro do qual toda a gente diz maravilhas! :)
    Já viste o filme ou pretendes ver?
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Acredita que sim é um livro excelente, maravilhoso, olha não tenho palavras para tamanha beleza.
      Vou ver o filme mas não já, vou deixar passar um tempo.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar