domingo, 18 de outubro de 2015

Divulgação da editora Verso da História - "Tibete de África" da escritora Margarida Paredes



O Tibete de África

de Margarida Paredes
Edição/reimpressão:2015
Páginas: 136
Editor: Verso da História
ISBN: 9789898016140
Disponível desde 7 de outubro
Preço:13,95 euros
Um triângulo amoroso desenhado pelo  colonialismo português
Sinopse:
«Lisboa, anos 90. Ana Sousa é gestora de topo numa empresa de telecomunicações e está casada com Amândio, um homem mais velho que fugiu de Portugal «a salto» durante a ditadura. Nascida em Angola, Ana regressou a Portugal ainda criança, na ponte aérea de 1975. Num país pequeno onde os «retornados» eram tratados com desprezo, Ana compreende desde cedo que está por sua conta e risco, e acaba por desenvolver uma personalidade forte e ambiciosa. A estabilidade de Ana é posta em causa quando Justino, um engenheiro angolano, integra a sua equipa e quando ela é destacada para liderar o investimento da sua empresa no Ruanda,país de grande beleza natural, conhecido como «o Tibete de África». É no Ruanda que Ana e Justino se encontram quando o presidente do país é assassinado e!a guerra civil recomeça, dando início a um genocídio. Debaixo de fogo, o presente e o passado confundem-se e os fantasmas da infância de Ana ressurgem na paixão que sente por Justino.»retirado do site Verso da História

«Retrato íntimo do processo de descolonização, da integração europeia, dos regimes cleptocratas africanos no pós-independência, O Tibete em África é um gume frio, cortante, a penetrar de forma inconformada nas visões – que surpreendentemente permanecem vivas na sociedade portuguesa – romantizadas do colonialismo português.» - do prefácio de Raquel Ribeiro.


A escritora Margarida Paredes:
«Margarida! Paredes é natural do Penedo da Saudade, em Coimbra. Em 1974, abandonou o curso universitário na Bélgica para lutar pela independência de Angola ao lado do MPLA, movimento a que aderiu em 1973. Passou por Brazzaville e foi uma das primeiras militantes vindas do Congo a entrar em Luanda após o 25 de Abril de 1974. Depois da independência abandonou o exército angolano para trabalhar no Conselho Nacional de Cultura com o poeta António Jacinto. Aí desenvolveu projetos na área dos espetáculos e artes plásticas, trabalhando com «crianças_soldado» e órfãos de guerra. Regressou a Portugal em 1981. Licenciada em Estudos Africanos pela Faculdade de Letras de Lisboa, obteve o grau de Doutora em Antropologia pelo ISCTELIUL com o tema «Mulheres na Luta Armada em Angola». No pós_doutoramento, trabalhou o tema «Mulheres Afro descendentes da Polícia Militar em Salvador». É investigadora e professora  na Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil. Desenvolve uma linha de pesquisa sobre Masculinidades Femininas no Campo Militar.»retirado do site da Verso da História

Leia livros da Editora Verso da História.
Boas Leituras!

3 comentários:

  1. Ois miga,

    Parece um livro interessante, vais ler ?

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,
      Sim vou ler estou à espera que chegue;)
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Mas esse livro é Romance ou História?

    ResponderEliminar