segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Nota de Imprensa_ Lançamento do livro_"Combater Duas Vezes:Mulheres na luta armada em Angola" da Editora Verso da História

No ano em que se comemoram 40 da independência de Angola

Lançamento do livro 16 de dezembro, às 18h30, na Leya Buchholz, em Lisboa.
Verso da História, 445 pp, 19.95 euros
Na altura em que se cumprem 40 anos de independência de Angola e muitas das feridas abertas pelo Colonialismo, continuam em carne viva, Margarida Paredes dá-nos,em Combater Duas Vezes, uma perspetiva singular das Lutas de Libertação e da Guerra Civil que se lhe seguiu, revelando o papel decisivo e quase sempre esquecido das mulheres combatentes.
Sinopse:
"A história contemporânea de Angola é inseparável das guerras e conflitos que duraram entre 1961 e 2002, incluindo as Lutas de Libertação nacional e a Guerra Civil após a independência. Um dos aspetos mais marcantes destas guerras foi a participação das mulheres como combatentes.
Num contexto social de dominação masculina, esta participação nem sempre significou, para estas mulheres, maior visibilidade, e a verdade é que, depois das guerras, muitas foram esquecidas. No entanto, não há como negar que a participação das mulheres na luta armada reforçou a luta pela emancipação feminina e igualdade de género, já que elas assumiram papéis que lhes estavam interditos anteriormente."retirado da Nota Informativa

«Esta obra original e pioneira dá corpo às aspirações, desafios, agruras e estratégias de vida de mulheres combatentes angolanas, cujos detalhes a escrita de Margarida Paredes captura com sensibilidade.» – do prefácio de Maria Paula Meneses
A escritora Margarida Paredes:
Margarida Paredes é natural do Penedo da Saudade, em Coimbra. Em 1974, abandonou o curso universitário na Bélgica para lutar pela independência de Angola ao lado do MPLA, movimento a que aderiu em 1973. Passou por Brazzaville e foi uma das primeiras militantes vindas do Congo a entrar em Luanda após o 25 de Abril de 1974.Depois da independência abandonou o exército angolano para trabalhar no Conselho Nacional de Cultura com o poeta António Jacinto. Aí desenvolveu projetos na área dos espetáculos e artes plásticas, trabalhando com «crianças-soldado» e órfãos de guerra. Regressou a Portugal em 1981.Licenciada em Estudos Africanos pela Faculdade de Letras de Lisboa, obteve o grau de Doutora em Antropologia pelo ISCTE-IUL com o tema «Mulheres na Luta Armada em Angola». No pós-doutoramento, trabalhou o tema «Mulheres Afrodescendentes da Polícia Militar em Salvador».É investigadora e professora na Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil. Desenvolve uma linha de pesquisa sobre Masculinidades Femininas no Campo Militar.
Mais um livro sobre a história contemporânea que merece ser lido, publicado pela excelente editora Verso da História.
Uma excelente prenda para oferecer este Natal a alguém especial.

Excelentes leituras na companhia da Editora Verso da História.

Sem comentários:

Enviar um comentário