sexta-feira, 29 de junho de 2018

Opinião - "Sorrisos Quebrados" da escritora Sofia Silva


Sinopse:
"Paola está num momento-chave da sua vida. Vai ter de decidir se quer continuar a viver ou se deixar-se morrer às mãos do homem por quem um dia se apaixonou e com quem veio a casar. Como foi possível que aquele homem poderoso e deslumbrante se tornasse no monstro que a está a destruir?

Mas Paola decide viver. E, no mais improvável dos lugares, vai encontrar de novo a luz e descobrir que, afinal, é possível amar outra vez."

Sorrisos Quebrados marca a estreia de Sofia Silva na escrita de ficção. Um romance sobre violência doméstica, abuso sexual e as segundas oportunidades que a vida por vezes reserva.

Opinião:
Confesso que desconhecia o enorme sucesso, que conquistou o Brasil, do primeiro livro da jovem escritora Sofia Silva. O que me levou a pegar nele por impulso foi a capa, depois sentei-me numa cadeira na biblioteca e li a sinopse. A primeira tendência após a leitura  do primeiro parágrafo da sinopse foi colocar o livro na estante, pois retrata um tema que mexe com algumas mulheres e alguns homens, contudo, respirei fundo e li até ao final da sinopse. 

Depois de ler o prólogo fiquei impressionada com um relato tão real de um princípe que vira um monstro e utiliza Paola para descarregar todas as suas fustrações, cargas negativas, sentimentos de impotência como homem. Roberto é um ser monstro, Paola é uma mulher isolada de tudo, até da própria família que é usada por este monstro para descarregar a sua raiva interior.

Mas na realidade basta qualquer um de nós ligar a televisão ou ouvir na rádio a quantidade imensa de vitimas de maus tratos tanto do sexo feminino como masculino.

Após a leitura de um prólogo tão bem conseguido, intenso e infelizmente em traços gerais muito real, confesso que o resto do livro me desiludi-o. Passamos de uma história grutal com uma enorme potência, para um bonito romance entre duas pessoas que quebram ao longo da vida e encontram o amor através de uma menina de quatro anos, também quebrada pela vida, mas como o seu nome indica torna-se o SOL da vida de Paola e André.

Tendo em conta que este é o primeiro livro de uma série, pensei que neste volume seria retratada a vida da Paola com o Monstro - Roberto, se assim fosse, e se tive a "potência" do inicio do livro, eu teria gostado mais. 

Contudo não desgostei, é um livro simples na escrita com uma história que a meu ver transmite a seguinte mensagem:
Valemos pelo que somos e não por aquilo que aparentamos ser. 

Classificação de 3 estrelas no Goodreads.

Excelentes leituras!

Sem comentários:

Enviar um comentário