Páginas

sábado, 16 de outubro de 2021

190 # Opinião | " O sacrifício de um homem" de Sandra Brown

 

Sinopse:
"Ella Baron é uma mulher só embora viva rodeada de pessoas. Cuida do seu filho Solly, de dez anos, com dedicação extrema. Com o país mergulhado numa recessão profunda, ela gere a sua pensão com a eficiência de um militar e a gentileza de uma aristocrata. Aconteça o que acontecer, não pode por em risco o seu sustento. Mas quando o reputado médico da vila lhe pede para aceitar um novo hóspede e apresenta David Rainwater, algo dentro dela se retrai. David é atraente e gentil, mas não passa de um desconhecido. Perante a hesitação de Ella, o médico comete uma inconfidência: o seu novo hóspede não vai ficar por muito tempo pois está a morrer.
Os ventos da mudança sopram fortes e Ella sente que algo indizível está a avolumar-se no horizonte. Ao ver-se envolvida numa sucessão de estranhos acontecimentos, esta extraordinária mulher rapidamente percebe que a vida tal como a conhece vai mudar para sempre. E é neste clima de medo e tensão que David se vai revelar um pilar de tranquilidade, altruismo e retidão. E, aos poucos, Ella aprende a confiar no misterioso homem… até à noite mais quente e mais sangrenta desse verão, em que os limites de todos eles serão postos à prova.

Inspirado por uma história da família de Sandra Brown, O Sacrifício de um Homem decorre em 1934, em plena Grande Depressão, e é o livro mais pessoal da autora." retirado do Goodreads

Opinião:
Esta foi a minha estreia com esta escritora muito conhecida na área dos policiais.
Uma leitura, que já tinha iniciado mas que não me prendeu, mas desta vez foi tão diferente. Este livro é de uma beleza sentimental e emocionalextrema.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

189 # Opinião | "O lado negro da mente: Histórias reais da minha vida como psicóloga forense" de Kerry Daynes

 

Sinopse:
«Toda a minha carreira se baseia no trabalho que desenvolvo com indivíduos que cometeram crimes graves e no
apoio que presto às vítimas na sua tentativa de superar o trauma. Vítima ou criminoso, lido com seres humanos nos
seus momentos de maior desespero.»
"Bem-vindo ao quotidiano de uma psicóloga forense. Não há dois dias iguais. Não há pacientes previsíveis. O
trabalho é muitas vezes perigoso e quase sempre inquietante.
Kerry Daynes trabalha de perto com alguns dos criminosos mais violentos e desafiantes das prisões e hospitais
psiquiátricos do Reino Unido – e também com as vítimas dos seus crimes. O seu dia é passado olhos nos olhos com
o lado negro da mente humana, a tentar entender as ações brutais de homens e mulheres que foram condenados
pelo sistema judicial e a ajudá-los a encetar o caminho para se tornarem cidadãos respeitadores da lei.
Mas olhar para o abismo todos os dias tem os seus custos, e o testemunho lúcido e rico de Daynes mostra-nos os
perigos pessoais e profissionais que ela incorre e as experiências e pessoas que mais a influenciaram como
psicóloga forense. O Lado Negro da Mente é uma viagem inesquecível às causas do comportamento humano mais
extremo e a um conjunto de sistemas mal adaptados para lidar com ele."
 retirado do Goodreads

Opinião:
Confesso deste já que adoro esta capa tendo em conta o enredo deste livro.
Este é um livro que se baseia em histórias reais de Kerry Daynes, que relata a sua experiência como psicóloga forense. Foi um livro que me atormentou a mente,  isto pela forma eximina como está escrito.
Para quem gosta de conhecer a mente dos "criminosos" este é o livro ideal.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

188 # Opinião | " O Rapaz ao fundo da Sala" de Onjali Q. Raúf

 

Sinopse:
"Um livro sobre um tema atual, visto pelo olhar de uma criança. Uma história memorável e premiada, que salienta a importância da amizade e da bondade num mundo tantas vezes intolerante e sem sentido.
Há um colega novo na turma. Ele senta-se sempre na última fila, mas não fala com ninguém nem olha para ninguém. Este rapaz enigmático e misterioso não sorri. O seu nome é Ahmet.
Intrigados, quatro meninos muito especiais tentam fazer amizade com ele e conhecer a sua história. Descobrem que o Ahmet é um rapaz refugiado que foi separado da família. Ele teve de abandonar o seu país para fugir à guerra.
Uma vez que nenhum adulto consegue ajudar o Ahmet a reencontrar a família, o quarteto de amigos elabora um plano audaz — nada mais do que A Melhor Ideia do Mundo — que os levará numa aventura extraordinária envolvendo a própria Rainha de Inglaterra!

Um livro multipremiado: vencedor do Prémio Blue Peter para Melhor História e do Prémio Waterstones para Melhor Livro Infantil, foi ainda finalista do Prémio Jhalak e nomeado para o Carnegie na categoria de Melhor Livro Infantil.retirado do site wook

Opinião:
Este é daqueles livros que não tem uma idade para ser lido...deve é ser lido.
Fiquei muito feliz por saber que faz parte do plano nacional de leitura. 
Esta é uma história tão atual, a história de um menino refugiada e dos seus novos amigos, do país de acolhimento.
Um livro brilhante muito bem escrito e que vai ficar no meu coração por muito tempo.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

187 # Opinião | "Tu, eu e todo o tempo do mundo" de Taylor Jenkins Reid

 

Sinopse:
"Quando Elsie Porter saiu de casa naquele chuvoso dia de Ano Novo estava longe de pensar que minutos depois conheceria o seu grande amor, Ben Ross.
A atração é imediata e arrebatadora, e casam-se pouco tempo depois. No entanto, um acidente mortal destrói a felicidade de Elsie.
Para a ajudar a lidar com a dor, conta com a mãe de Ben, numa manifestação de amizade que se revelará de enorme importância para as duas.
Tu, Eu e Todo o Tempo do Mundo é uma história contada de maneira simples e profunda." retirado no Goodreads

Opinião:
Uma história maravilhosa e encantadora, contudo, profundamente triste. Uma história de amor e de perda.
Após ter lido o tão falado "Sete maridos de Evelyn Hugo" desta escritora, que gostei muito, estava a pensar que este talvez não corresponde-se às expectativas, mas confesso que superou. Adorei este livro e devoreio num dia.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

186 # Opinião | "As Histórias Que Não Se Contam" de Susana Piedade

 

Sinopse:
"Ana pergunta-se como seria hoje o seu dia-a-dia se tivesse sabido detetar no namorado os indícios da doença que o levou inesperadamente. Isabel, seis meses depois da tragédia que lhe virou a vida do avesso, ainda se sente culpada por não ter chegado a horas ao infantário naquela tarde de chuva. Marta, que ousou abandonar, ainda adolescente, uma casa onde era maltratada, não tem agora a coragem de confessar que o amor em que apostou tudo está longe de ser um mar de rosas. São três mulheres jovens, com a vida inteira pela frente, mas para quem o presente se tornou um fardo difícil de carregar e o futuro um tempo sem qualquer esperança. Quem poderia entender a sua dor incomparável? Para quê, então, contarem as suas histórias?
Um acidente acabará por cruzar estas três desconhecidas num lugar onde muitas vidas se perdem, mas que para elas representará sobretudo o nascimento de uma amizade que lhes vai permitir lutarem contra o sofrimento e recuperarem aos poucos o ânimo e a vontade de viver. Porque quanto maior é o drama, maior tem de ser a partilha.
Com uma linguagem cuidada e uma estrutura francamente original, este belíssimo romance de estreia, finalista do Prémio LeYa em 2015, traz para a cena questões de grande atualidade que afetam muitas mulheres e não devem ser silenciadas, e lê-se de um fôlego, mantendo o suspense até à última página." retirado do site Goodreads

Opinião:
Um livro de mulher para mulheres e homens, um enredo forte com três histórias muito fortes. Um livro que mexeu muito comigo, com os meus sentimentos, com as minhas perdas, com as dores que por vezes sinto com as histórias de muitos outros e outras.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads

Boas leituras!

domingo, 10 de outubro de 2021

185 # Opinião | "O meu gatinho morreu" de Rute Pinto

 

Opinião:
Débora perde o seu gatinho Biscoito, ele morreu.
Este livro fala sobre o sentimento de perda que muitas vezes a vida nos faz passar quando ainda somos muito pequenos.
Interessante é saber que o livro incluí um guia para pais e educadores saberem trabalhar o tema.
Classificação de 4 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

184 # "O que dizer das Flores" de Maria Isaac

Sinopse:
"Bem-vindo a Mont-o-Ver!
Português que se ponha a caminho da montanha, no inverno, ou da praia, no verão, é certo passar por esta planície de canaviais; mais certo ainda, nem dar por ela. A velha linha férrea passa-lhe ao lado e os comboios já nem sequer abrandam por aqui. Em tanto espaço igual, esta é paisagem fácil de se perder.
Pois permitam que vos apresente os ilustres da vila.
O padre Elias Froes, o homem santo que tem por hábito gastar tempo a pensar no mundo, raramente em si próprio. Guarda segredos que mais ninguém sabe.
Catalina Barbosa, aventureira e contestatária. Menina bem-comportada apenas aos domingos, quando a avó a amordaça dentro de um vestido bonito para ir à missa.
Rosa Duque, a mulher que, em tempos, teve tudo para ser feliz. Foi vencida por um coração partido e resgatada por uma flor.
Zé Mau, o terror na vida das crianças. Os irmãos Mondego, os vilões nas histórias dos adultos.
Este vilarejo pode até ser pequeno e parado, mas está cheio de gente atrapalhada com muita vida para esconder.
Descubram comigo o que aconteceu, afinal, na noite do grande incêndio de há uma década e quem são os verdadeiros heróis desta nossa história pitoresca, temperada com os habituais mal-entendidos.
Bem-vindo a Mont-o-Ver!" retirado do site wook

Opinião:
Adorei tudo neste livro, amei a escrita, o enredo e as personagens que a escritora tão bem construiu e as faz parecer que são "nossas" conhecidas.
Confesso que este livro fez-me ter uns vislumbres do livro de Lénia Rufino, "O lugar das árvores tristes", livro que eu li este ano e adorei.
Agora fico a aguardar a leitura de mais livros de escritoras portuguesas com a qualidade destas.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

terça-feira, 5 de outubro de 2021

183 # Opinião | " Viajo Sozinha" de Samuel Bjørk

 

Sinopse:
"Um homem que passeia no bosque encontra o corpo de uma criança pendurado de uma árvore. Um cenário dantesco no meio do bosque. Pendurada do pescoço da menina, uma nota onde se lia: Viajo Sozinha.
Holger Munch, um homem solitário, experiente investigador da polícia norueguesa fica encarregue do caso e de formar uma unidade de investigação, na qual vai ter de integrar e procurar a sua anterior parceira na polícia Mia Krüger, entretanto afastada da civilização e a lidar com os seus próprios fantasmas.
Uma perturbada mas brilhante detective que será uma das peças chaves para desvendar o mistério que se vai adensado à medida que ambos descobrem que esta vítima é apenas a primeira, quando Mia descobre que também nas unhas da menina estava mais uma pista." retirado do site wook

Opinião:
Gostei deste primeiro livro de uma série que promete.
Achei fabulosa a forma como a personagem da Mia Krüger está formada, uma mulher com um sofrimento de perda atrós que sozinha e isolada lida com os seus demónios. Holger Munch é o inspetor encarregue do caso e que vai tentar trazer Mia de novo ao ativo.
O caso é arrepiante crianças que aparecem penduradas de uma árvore, com uma nota ao pescoço onde se lê : Viajo Sozinho.
Este livro tem muitas camadas, o que me fascina sempre. O livro que toca num temas que mexem sempre comigo, mas que um bom livro de suspense/policial  é sempre muito bom e o torna ainda mais cativante.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

sábado, 2 de outubro de 2021

182 # Opinião | "Capitão Rosalie" de Timothée de Fombelle

 

Sinopse:
"Tenho um segredo. na escola, todos pensam que estou a sonhar. Mas eu sou um soldado em missão.
Corre o ano de 1917. Rosalie é uma menina de cinco anos e meio. O pai está longe, em combate, e a mãe trabalha na fábrica de armamento da aldeia. Rosalie passa o dia na escola dos rapazes crescidos. É a menina em quem nem sequer reparam. Mas ela tem um plano secreto e um dia vai receber uma medalha.
Capitão Rosalie
 conta a história de uma menina e da sua missão nos últimos anos da Grande Guerra. Aqui, ilustração e texto complementam-se numa poesia visual impressionante. Um primeiro livro ideal para leitura acompanhada." retirado do site Wook

Opinião:
"Rosalie partilha com os leitores a existência do seu plano secreto, mas em momento algum nos diz em que consiste. Uma história narrada de forma intensa e poderosa, que faz com que o conhecimento do leitor cresça apenas na medida do que a protagonista vai revelando. Em casa, a acção centraliza-se na leitura que a mãe lhe faz das cartas que vão chegando do pai. Ainda que possamos começar a suspeitar que a tristeza vai bater àquela porta, a interrogação acompanha-nos até final. Que missão tem Rosalie? De que forma a vai executar?
Com o plano já em marcha, o leitor é tão surpreendido quanto a multidão que anda à procura da menina. O professor, os colegas mais velhos, a mãe... Todos descobrimos que Rosalie tinha, afinal, como missão aprender a ler. Agora que já sabe, procura a verdade. A menina fica a saber que as leituras que a mãe lhe fazia das cartas do pai não correspondiam ao seu teor, mas apenas a um desejo de a poupar à crueldade da vida no campo de batalha. Rosalie leu, também, a carta que mais procurava. A do envelope azul. Aquela que, quando chegara, arrancara o sorriso dos lábios da mãe e a fazia suspeitar que a vida nunca mais seria igual. Capitão Rosalie recebeu a medalha, mas não aquela que sonhara. Essa, somos nós, leitores, que lha damos. 
Uma história tocante, contada de forma exemplar e ilustrada com mestria, que se transforma num pequeno grande tesouro. Uma viagem que nos faz viver um pedaço de história dentro da história. Bem ao seu jeito, Arsenault faz-nos deambular pelos cenários da época, tanto exteriores como interiores, com uma enorme delicadeza." retirado do site Hipopómatos na Lua
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Boas leituras!

181 # Opinião | "Nadav" de Adélia Carvalho

 

Sinopse:

"Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 2º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.
Esta é a história de um menino que se chama Nadav.
Ele vive no meio de dois países que andam sempre zangados.
Cada um deles diz que o outro lhe tirou um bocado de quintal, e nesse quintal existe um riquíssimo tesouro que lhes pertence. E simplesmente por isso começaram uma guerra. Nadav não quer ser soldado, e juntamente com as outras crianças põe um plano em acção para terminar com aquela guerra." retirado do site Wook

Opinião:
Nadav é um menino que vive num país onde existe um muro que o separa do país vizinho; estes dois países estão em guerra. O pequeno Nadav não quer ser soldado, não quer ir para a guerra, não quer muros.
Uma história deliciosa, que como refere na sinopse é para meninos do 2.º ano (6 e 7 anos), uma leitura orientada.
Adorei esta história que tem ilustrações fantásticas de Cátia Vidinhas.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads

Boas leituras!