25 de Julho de 2014

retirado daqui
retirado daqui

retirado daqui

A escritora_Amanda Hocking_


Amanda Hocking

Nascida a 12 de Julho de 1984, Amanda Hocking vive em Austin, no estado deMinnesota. Começou a contar e a escrever histórias desde muito cedo, e aos 17 anos terminou o seu primeiro romance. Estudava, trabalhava, e nas horas livres continuava a escrever, desenfreadamente. Tentou vender os seus romances a mais de 50 editoras, mas sem sucesso. Um dia, a precisar de dinheiro, decidiu publicá-los em formato digital (e-book) e comercializá-los em sites como a Amazon. No primeiro dia vendeu cinco livros. No segundo, outros cinco. Hoje vende quase dez mil por dia... Com o sucesso online começou a loucura: vários dos maiores editores americanos fizeram-lhe ofertas milionárias. Acabou por assinar um contrato de sonho, ao vender a sua trilogia por dois milhões de dólares - e pouco tempo depois uma produtora cinematográfica adquiriu os direitos para cinema.(retirado do site wook)

21 de Julho de 2014

Que saudades...

Tenho tantas saudades dos livros do Harry Potter e de todas as personagens magníficas que foram surgindo ao longo da saga... Acho que um dia destes vou reler esta fantástica saga...
Boas leituras!

20 de Julho de 2014

Opinião da saga Trylle_da escritora Amanda Hocking_

Apesar de já ter lido o primeiro volume da Saga Trylle e de estar a ler já o segundo volume só vou dar a minha opinião no final de ler a saga completa. Acho que assim tem mais lógica na medida em que pelo menos Trocada e Dividida estarem muito ligados e dar a opinião de um implicava entrar na opinião do outro por isso farei tudo em conjunto.
Boas leituras...

Minha opinião sobre_"História de um caracol que descobriu a importância da lentidão"_ de Luis Sepúlveda_

História de um caracol que descobriu a importância da lentidão
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 112
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04632-1
Idioma: Português

Sinopse:
"Os caracóis que vivem no prado chamado País do Dente-de-Leão, sob a frondosa planta do calicanto, estão habituados a um estilo de vida pachorrento e silencioso, escondidos do olhar ávido dos outros animais, e a chamar uns aos outros simplesmente «caracol». Um deles, no entanto, acha injusto não ter um nome e fica especialmente interessado em conhecer os motivos da lentidão. Por isso, e apesar da reprovação dos outros caracóis, embarca numa viagem que o vai levar ao encontro de uma coruja melancólica e de uma tartaruga sábia, que o guiam na compreensão do valor da memória e da verdadeira natureza da coragem, e o ajudam a orientar os seus companheiros numa aventura ousada rumo à liberdade."(retirado do site wook)

Lançamento do livro(retirado do youtube)


Ilustração:Paulo Galindro, muito bem conseguida, adorei a ilustração, os meus parabéns.

Minha Opinião:
Adorei esta fábula de Luis Sepúlveda, mais um conto que nos faz refletir sobre o porquê das coisas serem como são. O caracol especial quer saber porque não tem um nome e porque é que os caracóis são tão lentos.
Este caracol _ Rebelde_ganha coragem e sai da sua zona de conforto em busca das respostas para as suas questões. Primeiro encontra uma tartaruga que o baptiza de rebelde e lhe conta como os humanos podem ser cruéis, para além disto ela vai com o caracol mostrar as construções que estes seres cruéis andam a fazer, sem terem em conta a mãe natureza. Tudo isto assusta o caracol rebelde e faz com que ele vá avisar os seus amigos  que vivem numa árvore onde têm tudo de que necessitam. Mas nem todos acreditam nele e recusam-se a deixar a sua árvore_País do-Dente-Leão_ . Outros principalmente os mais novos seguem Rebelde, que os levará para um outro Pais do Dente-de-Leão.
Rebelde mostra ser um caracol preocupado com todos os seres da floresta, corajoso e um amigo preocupado com os outros caracóis, acabando por os orientar para o outro País do Dente-de-Leão.
Uma fábula maravilhosa que nos mostra a coragem e o amor entre os seres vivos e a capacidade que os seres humanos têm de destruir o meio ambiente para construir casas e estradas.
Adorei esta fábula que já é a terceira que leio deste escritor, quero ler todas as outras que ele já escreveu.
Aconselho aos pais e educadores que incentivem os mais pequenitos a ler estas fábulas deliciosas que são para ser lidas dos 9 aos 90.
Boas leituras!