sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Opinião l "Terras sem Lei" da escritora Daniela Fogageira Monteiro

Terras Sem Lei
Daniela Fogageira Monteiro
1.º edição:dezembro de 2015
N.º de páginas: 197 páginas
ISBN:978 989 51 6142 3
Colecção: Viagens na Ficção
Género:Ficção
Preço em papel: 13,00 euros
Preço em eBook: 3,00 euros
Este livro foi enviado pela Chiado Editora para eu ler e dar a minha sincera e honesta opinião. Muito obrigada Chiado Editora.

Sinopse:
"Esta obra medievalista e distópica decorre em Chacrasi, um reino que promete causar reflexão sobre as verdadeiras noções do bem, do mal e da justiça. Teresa, a Rainha, procura criar um reino sem crime e sem pecado. Na sua luta pela conquista de justiça plena será confrontada com dilemas éticos e morais, e por um grupo de condenados revolucionários que lutam pela conquista da liberdade perdida. Os destinos de todos os personagens demonstram-se entrelaçados, revelando-nos que o bem e o mal são duas faces da mesma moeda."retirado da Chiado Editora

A escritora_Daniela Fogageira Monteiro_:
"Daniela Fogageira Monteiro nasceu a 16 de Julho de 1993. Nascida em Matosinhos, viveu grande parte da sua vida em Leça da Palmeira, onde ainda hoje reside. Em 2014 conclui a licenciatura em Sociologia, a ciência que mais a apraz. As suas duas grandes paixões são a escrita e as viagens pelo mundo. Escreveu "As Terras Sem Lei" nas suas monótonas viagens de metro e é graças ao apoio da família, amigos e namorado que decide avançar com o seu grande sonho de ver a sua obra publicada."retirado da Chiado Editora
Minha opinião:
Recebi este livro da Chiado Editora já faz algum tempo, não tinha pegado nele ainda para ler por pura falta de tempo e também porque vão sempre aparecendo outros livros e já sabemos como é...uns ficam no cimo da pilha e os que estavam no cimo vão passando para baixo.
Terras Sem Lei é um livro que se enquadra no género ficção distópica. Teresa a rainha de Chacrasi, quer transformar o seu reino num local sem medos, ou seja, sem crimes e sem pecados. Para que isso se torne possível ela expulsa do seu reino todos aqueles que matam, que roubam comida para eles ou para os seus filhos, todos os que são violados e todos os violadores. No fundo ela manda para as Terras do Norte, todas as pessoas do seu reino que considera uma ameaça.
Nas Terras do Norte, dentro de muralhas denegridas com o tempo, não existe experança, impera o medo. Os assassínos estão misturados com os que roubaram para dar de comer aos seus filhos e todos estão condenados a viver naquele pequeno "mundo" onde a única lei que impera é a da sobrevivência.
Mas neste mundo aparentemente cruel, existem pequenas mudanças que vão acontecendo, a amizade entre um grupo de renegados, o amor e a esperança de não morrer num local sombrio como aquele.Tudo isto acontece, após a chegada de uma mulher misteriosa e talvez ou não "perigosa" por querer fugir ao seu passado e se envolver com um membro da dita "realeza"...Agora tudo pode  acontecer.
Um livro encantador, que nos faz refletir na utopia da existência de um mundo perfeito, como a Rainha Teresa queria que o seu reino fosse. Pois tal como refere a sinopse e muito bem, uma moeda tem sempre duas fases.
Ao contrário do que costuma acontecer com os livros da Chiado Editora este livro está muito bem escrito.
Aconselho a sua leitura, até porque sou uma fã incondicional dos novos escritores portugueses, merecem todo o nosso apoio.
Classificação de 4**** no Goodreads.
Boas leituras!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Opinião l "A Escola do Terror" da escritora Diana Pinto

A Escola do Terror
Diana Pinto
Editora: Chiado Editora
1.ª edição: outubro de 2015
N.º de páginas: 203 páginas
ISBN: 978 989 51 5085 4
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Ficção
Preço em Papel: 11,00 euros
Preço em eBook: 3,00 euros
Sinopse:
"Uma escola. Vários alunos. Uma turma. A Angelina acaba de chegar à escola sem saber o que a espera. Rapidamente descobre que está no meio de colegas estranhos. Vários assassinatos ocorrem no estabelecimento escolar sem motivo aparente. Os colegas são tudo menos boas pessoas. O mundo escolar pede estudo e empenho, mas nesta turma existe tudo menos isso. Apostas entre alunos, mudanças e escolhas. Quem fala que os adolescentes são bons está certamente enganado.
Será que a Angelina saberá escolher bem as companhias?" retirado do site Chiado Editora
A escritora_Diana Pinto_:
"Diana Pinto nasceu em Lisboa em 1995. O gosto pela leitura iniciou-se na infância. No início lia apenas livros infantis, mas depressa a sua preferência passaram a ser os livros policiais. O gosto pela escrita também veio cedo após começar a escrever pequenos textos para aperfeiçoar a sua caligrafia."retirado do site Chiado Editora
Minha opinião:
Este livro chamou a minha atenção pelo título "A Escola do Terror", após ler a sinopse fiquei muito intrigada e coloquei logo no cimo da pilha para ler.
A história tem um enredo muito interessante que não foge em nada ao que está na sinopse, o que me agradou bastante. Estamos numa escola, para onde Angelina entra pela primeira vez e vai frequentar a turma do 9.ºC. Contudo, Angelina nota que existe algo de estranho nesta turma, os colegas, mais concretamente um grupo da turma tem um comportamento estranho. Entretanto, logo na primeira semana, vários professores aparecem mortos...
Mas será que o que aparenta ser é realmente?
Gostei do livro, principalmente da história, no entanto acho que quando comecei a ler não existiu aquela parte introdutória que faz com que eu fique a conhecer as personagens. Os nomes iam surgindo, e chegou a uma altura que eu já não sabia se aquele personagem fazia parte do grupo dos alunos auto-intitulados de assassínos, ou se era uma personagem não pertencente ao grupo.
O livro tem um quê de terror...mas que devido ao rápido desenvolvimento dos factos, acabou por não me conseguir fazer sentir assustada.
Uma coisa que não gostei foi a partir de determinada altura, a escritora questionar no final do capítulo ou a meio o que ia acontecer a seguir. Mas isto é a minha opinião e vale o que vale.
Mais uma vez a Chiado Editora falha flagrantemente na revisão do texto, muitos erros de construção frásica o que começa a ser já característico desta editora.
Contudo, gostei muito do livro, lê-se num ápice e quando damos conta parece que estamos dentro da história. Para mim isto é fundamental quando estou a ler.
Aconselho a sua leitura.
Classificação de 4**** no Goodredas.
Boas leituras!

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Opinião I "Felicidade Roubada" do escritor Augusto Cury

Felicidade Roubada
Augusto Cury
1.º edição: outubro de 2015
ISBN: 978 989 687 282 3
N.º de páginas: 208 páginas
Editor: Pergaminho
Preço: 15,50 euros
Este livro foi oferecido por uma pessoa muito especial na minha vida, obrigada por existires. Tinhas razão o livro é ....


Sinopse:
"Novo romance do best-seller Augusto Cury. E se de repente você perdesse a capacidade de fazer aquilo que dá sentido à sua vida? E se fosse paralisado pelos seus medos? Alan de Alcântara é um neurocirurgião bem-sucedido, que dedica grande parte do seu tempo à medicina. Cético e pragmático, não reconhece qualquer sinal de fraqueza em si e tem dificuldade em lidar com pessoas lentas. A sua vida profissional suga toda a sua energia, e, apesar de amar a sua inteligente filha Lucila e a sua adorável esposa Cláudia, mal convive com elas. Pensa que o amor é algo incondicional e não precisa de ser cuidado... Durante uma cirurgia, no entanto, Alan é acometido por uma crise de pânico e não é capaz de terminar o procedimento, deixando a responsabilidade para o seu auxiliar. Alan convence-se de que está a sofrer um ataque cardíaco, e não admite o diagnóstico: transtorno psíquico. O seu mal-estar jamais poderia ter origem emocional, pensa; isso é para fracos. Alan verá as suas certezas desmoronarem-se perante a doença - que irá significar, em última instância, uma oportunidade rara de se reconstruir como ser humano."retirado do site wook
Minha opinião:
Este é o segundo livro que leio deste afamado psiquiatra e psicoterapeuta Augusto Cury.
Quando li "A Saga de um Pensador" fiquei rendida com a forma subtil com que Augusto nos mostra de uma forma delicada e brutal os nossos medos, as nossas ansias e os nossos limites.
Agora que peguei neste livro "Felicidade Roubada" confesso que fiquei rendida ao modo como este psiquiatra mostra ao leitor os contornos e as armadilhas da mente humana.
Acima de tudo a grande lição que tirei desta leitura é que temos que cuidar da nossa mente, pois a qualquer momento ela pode pregar uma partida.
Uma vez a conversar com uma colega de trabalho sobre as depressões e outras doenças do foro psiquiatríco ela disse-me algo que nunca mais esqueci, e que se enquadra muito bem neste livro. A vida é como andar em cima de uma linha mas essa linha é tenua e a qualquer momento podemos cair e vamos para um poço escuro e profundo onde habitam os nossos monstros.
Este livro tal como a Saga de um pensador fez-me refletir sobre a importância de cuidar-mos de nós, da nossa sanidade mental, para que não deixemos os monstros da nossa mente tomarem conta do nosso dia e da nossa noite. Acreditem todos nós temos monstros escondidos na nossa mente.

Excelente leitura.

Classificação de 5***** no Goodreads.

Excerto:
"Loucura é remover lixo da mesa e papéis do chão mas não remover a enorme quantidade de lixo da nossa mente. Loucura é ser educado para falar com o mundo mas não aprender a conectar-se consigo próprio. Loucura é fazer a higiene oral diariamente e não fazer a higiene mental sequer uma vez por ano..." página 183

Boas leituras!

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Opinião I "Illuminae" da escritora Amie Kaufman e Jay Kristoff

Illuminae
Amie Kaufman e Jay Kristoff
Editor: Nuvem de Tinta
ISBN: 9789896650773
Edição ou reimpressão: junho de 
"Illuminae é diferente de todos os livros que alguma vez leste. Através de documentos pirateados, emails, mapas, arquivos militares, transcrições de interrogatórios e mensagens, vais descobrir que o pior dia da vida de Kadie é apenas o início da história mais trepidante e arrebatadora de sempre."

Minha Opinião:
Adorei, simplesmente fantástico...
Aguardo ansiosamente o segundo volume.
A meu ver trata-se de um livro de fantasia cientifica e não de ficção cientifica. Mas seja o que for este livro agarrou-me do inicio ao fim. O modo como está escrito com conversas de chat, relatórios de acontecimentos, trocas de e-mails confidênciais ou não. 
As personagens estão fabulosamente bem estruturadas, a ligação entre as diferentes naves de inicio foi um pouco confuso mas depois habituei-me ao estilo de leitura.
Muito honestamente estou convencida que com o sucesso deste estilo de livro, agora vão surgir uma data de livros do género, espero que não, pois este livro brilha pela criatividade. 
O enredo passa-se "no ano de 2575 em que duas empresas estão em guerra por um planeta que fica para lá dos confins do Universo- planeta Kerenza. Debaixo do fogo inimigo estão Kady e Ezra, que acabam por se separar ficando em frotas de evacuação diferente." retirado da aba do livro
Este livro tem todos os condimentos, romance, ação, fantasia e fição cientifica. Excelente!!!!

Aconselho a leitura mesmo para quem não gosta do estilo, acreditem este livro é diferente.


Classificação de 5***** no Goodreads.Boas leituras.

domingo, 21 de agosto de 2016

Opinião I "A Floresta" da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen

A Floresta

de Sophia de Mello Breyner Andresen

Ilustração:Sofia Arez 

Editora: Porto Editora
Edição ou reimpressão: julho de 2013
ISBN: 978 972 0 72625 4
Preço:12,15 euros
Sinopse:
"Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 5.° ano, destinado a leitura orientada. 


«Confia nas crianças, nos sábios e nos artistas.»

Seguindo esta recomendação do Rei dos Anões e com a ajuda de Isabel e do professor de música, o Anão vai conseguir cumprir a missão de que estava incumbido, transformando o tesouro numa possibilidade de partilha e libertação."

Minha opinião:

Este livro foi lido no contexto da maratona literária de verão No Conforto dos Livros, uma das categorias obrigatória era ler um livro que me fizesse lembrar a infância.
Devo confessar que tive dúvidas entre duas escritoras uma foi a que acabei por escolher e a outra foi Alice Vieira.
Já li todos os livros infantis de Sophia de Mello Breyner Anderson, por isso, a leitura de "A Floresta" foi uma releitura, contudo devo confessar que não me lembrava de nada da história.
Este livro foi escrito no ano de 1968, algo que descobri quando estive a pesquisar na internet sobre qual das obras desta escritora que iria reler.
A personagem principal é uma menins de onze anos que se chama Isabel. Isabel vivia numa casa muito grande rodeada por florestas e lagos. Um certo dia, quando andava a passear na sua quinta, a menina encontrou uma árvore e as suas raízes pareciam que davam para construir uma casa para anões, assim sendo Isabel começou a construir uma casa para esses seres mágicos.
Certo dia quando regressou à grande árvore onde havia construido a casa para os anões, Isabela encontrou um anão de verdade e tornou-se sua amiga. Claro que agora que já sabem que este é um livro que tem muita magia podem imaginar o quanto fiquei fascinada com a sua leitura.
A escrita de Sophia é maravilhosamente bela e ao ler este livro recordei com saudade um outro livro seu, que gostei muito que foi "O Rapaz de Bronze".
O objetivo foi mesmo cumprido, com a leitura deste livro regressei à minha infância e fiquei com o bichinho de procurar os outros livros desta escritora na minha estante.

Classificação de 5***** no Goodreads
Aconselho vivamente a leitura dos livros desta brilhante escritora e poetisa portuguesa.

Boas leituras.

sábado, 20 de agosto de 2016

Maratona Literária de Verão - No Conforto dos Livros

Olá a todos...
Faz algum tempinho divulguei aqui no blog a Maratona Literária de Verão...
Pois é chegou a hora e a maratona está ai a rebentar eu fui colocada no grupo Praia existe um outro grupo que é o grupo Piscina.

Venho-vos informar que do dia 21 a partir das 00h00m até ao dia 28 às 23h59m, que corresponde à última semana do mês de agosto estou a participar na Maratona pelo Grupo Praia. Como já referi anteriormente,  esta Maratona foi criada pelo blog No Conforto dos Livros - http://no-conforto-dos-livros.webnode.com/ .

Bom eu já escolhi os livros relativos às três categorias obrigatórias e são eles:

1-Livro que te leve a refletir
2-Livro de fantasia (fantasia cientifica)
3-Livro que te faça recordar a infância

Os outros livros que tenho para ler são à minha escolha e vou  continuar com as leituras que já estou a realizar.

BOA SORTE EQUIPA DA PRAIA!!!!

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

TBR 2016

TBR (To Be Read) 2016

por Carla Torres a 17 de agosto de 2016

Os créditos desta postagem vão todos para o blog da Cláudia do Blog A Mulher que Ama Livros.
Eu vi este post no blog da Cláudia e gostei muito e estava a seguir a TBR mas ainda não tinha colocado aqui no blog... Aqui fica agora...
Coloquei numa frasquinho as várias categorias, indicadas na lista a baixo. Sempre que me apetecer  retirar um papel com uma destas categorias e ler. 

Um livro de um autor português
O Intruso da escritora Carina Rosa
Um livro com uma protagonista feminina
Depois Daquela Noite da escritora Patrícia Keller
Um livro com uma criança como protagonista
Milagre da escritora R.J. Palacio
Um livro com avaliação superior a 4 no Goodreads
O Pintor Debaixo do Lava-Loiças do escritor Afonso Cruz (4.22 no Goodreads)
Um livro de um escritor vencedor de um prémio
Um livro de contos
Um livro do teu género favorito
A Escolha da escritora Kiera Cass
Um livro lançado no ano de 2016
Um prémio Pulitzer
Um livro que se desenrole numa escola
"A Escola do Terror" da escritora Diana Pinto
Um livro que tenha ou terá adaptação no cinema
Alguém escolha  um livro por ti
Requiem: Uma Alucinação do escritor Antonio Tabucchi
Livro escrito por uma mulher
Ainda tens Tempo da escritora A. Bourdon
Um livro infantil
Porque é que as estrelas brilham? da escriora Marta Sena Felismino
Um livro com cor no título
As Cores de Branca da escritora Lara Morgado
Um livro que tenha lugar na Europa
As Primeiras Luzes da Manhã do escritor Fabio Volo
Um livro de fantasia
Um livro cujo o autor tenha a mesma inicial do teu nome
O último livro que compraste o mais recente na tua estante
Um livro de um autor que gostas muito
O Livro do Ano do escritor Afonso Cruz
Um livro de um autor que nunca leste
A Confissão da Parteira da escritora Diane Chamberlain
Começa uma série
Um livro com mais de 400 páginas
Um livro com capa feia
Um livro com opiniões negativas
Um livro polémico
Um livro para chorar
Um livro recomendando por um blog
Um drama Familiar
Regressa a um livro que abandonaste mas pretendias ler um dia
Um livro com menos de 100 páginas
Pequenos Vigaristas da escritora Gillian Flynn
Um livro popular
Um livro que seja do género romance de época
Crónicas de Paixões e Caprichos da escritora Julia Quinn
Um livro com preto na capa
Um livro que te tenham emprestado
Destruir-Diz Ela da escritora Marguerite Duras
Um livro que tenhas recebido como presente
Um livro do género Policial
Um livro do género Ação
Um livro do género romance atual
Um livro sobre livros
Um livro de um(a) escritor(a) luso-africano
Um livro de uma editora que gostes
"Terras sem Lei" da escritora Daniela Fogageira Monteiro_Chiado Editora
Um livro com um título estranho
Um livro que tenhas na tua estante à mais de 5 anos
Um livro que tenhas comprado para oferecer a ti
Um livro que quero ler à muito tempo
Um livro escrito por uma dupla

Illuminae da dupla de escritores Amie Kaufman e Jay Kristoff

Boas leituras!









quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Opinião I "Crónicas de Paixões e Caprichos" Série Bridgerton - Volume I da escritora Julia Quinn

Crónicas de Paixões e Caprichos
Série Bridgerton_Volume I
Julia Quinn
Editor:Edições Asa
Edição:3.º edição_abril de 2016
N.º páginas: 368 páginas
Capa: Neusa Dias
ISBN: 978 989 23 1776 2
Preço: 16,90 euros
Sinopse:
"As mães casamenteiras da alta sociedade londrina estão ao rubro: Simon Bassett, o atraente (e solteiro!) duque de Hastings, está de volta a Inglaterra. O jovem aristocrata mal sabe o que o espera pois a perseguição das enérgicas senhoras é implacável. Mas Simon não pretende abdicar da sua liberdade tão cedo…
Igualmente atormentada pela pressão social, a adorável Daphne Bridgerton sonha ainda com um casamento de amor, embora a sua espera por um príncipe encantado comece já a ser alvo de mexericos. Juntos, os jovens decidem fingir um noivado, o que garantirá paz e sossego a Simon e fará de Daphne a mais cobiçada jovem da temporada.
Mas, entre salões de baile e passeios ao luar, a paixão entre ambos rapidamente deixa de ser ficção para se tornar bem real. E embora Daphne comece a pensar em alterar ligeiramente os seus planos iniciais, Simon debate-se com um segredo que pode ser fatal…"retirado do site wook

A escritora_Julia Quinn_
"Mal terminou o seu curso universitário, Julia Quinn começou a escrever e, para alegria dos seus inúmeros fãs em todo o mundo, nunca mais parou. Traduzidos para vinte e seis línguas, todos os seus romances integram de imediato a lista de bestsellers do New York Times, com especial destaque para a Série Bridgerton. A autora venceu já dois prémios Romantic Times e três Prémios RITA da Romance Writers of America, tendo sido a mais jovem autora a entrar para o Hall of Fame dessa associação. Vive com a família na costa oeste dos Estados Unidos."retirado do site wook

Minha opinião:

Esta foi a minha estreia com os livros de Julia Quinn, devo confessar que achei o romance muito bonito é do tipo de livros que gosto de ler e é uma leitura que me relaxa. Mas estou muito habituada a ler este género literário escrito pela minha escritora de eleição dentro desta área que é Madeline Hunter.
Dei por mim enumeras vezes a estabelecer comparações entre as duas escritoras, isto no início do livro, depois fiquei completamente rendida a Daphne Bridgerton, a quarta de 8 filhos. que têm algo muito peculiar, todos eles tem os nomes começados por ordem alfabética, o primeiro filho começa por A e por ai adiante.
Gostei muito do modo como Simon, o Duque que nunca foi amado pelo seu pai, consegue superar o seu problema de gaguês e no adulto que ele se torna. Aparentemente austero, como o seu pai mas no fundo um doce e uma pessoa cheia de encantos.
Claro que com a chegada dele à sociedade alta londrina, as mães casadoiras não o vão deixar em paz.
Mas o Simon não quer casar, ele apenas quer estar em londres a desempenhar o seu papel de duque e mesmo esse não lhe interessa muito.
Claro está que se leram a sinopse Daphne e Simon começam a andar juntos para que ninguém os aborreça mas acabam por se apaixonar. Contudo um terrível segredo, Simon tem por revelar, será que Daphne o vai aceitar, quando souber o segredo guardado pelo duque?

Recomendo vivamente a leitura deste romance encantador.

Classificação de 4**** no Goodreads.
Boas leituras!

Opinião I "Pequenos Vigaristas" da escritora Gillian Flynn


Pequenos Vigaristas
Gillian Flynn
Bertrand Editora
N.º páginas: 80 páginas
1.º edição: junho de 2016
ISBN: 978 972 25 3179 5
Encadernação:Capa dura
Design da capa: Ana Monteiro
Preço: 8,91 euros
Sinopse:
"Uma jovem astuta tenta sobreviver num universo marginal, mas sobretudo inofensivo. Numa manhã chuvosa de abril, está a ler auras em Palmas Espirituais quando chega Susan Burke. Excelente observadora do comportamento humano, a nossa narradora faz imediatamente o diagnóstico: uma mulher rica e infeliz, ansiosa por um pouco de drama e emoção. Mas quando vai visitar a estranha casa vitoriana onde Susan vive, e que é a causa do seu terror e angústia, percebe que talvez já não seja preciso fingir que acredita em fantasmas… Miles, o enteado de Susan, também não ajuda. Não tarda a que os três se debatam para descobrir onde reside efetivamente o mal, e se existe alguma possibilidade de fuga."retirado do site wook

Minha opinião:
Este é o segundo livro que leio de Gillian Flynn, tendo sido o primeiro o fantástico livro "Em Parte Incerta", tenho cá em casa mais dois livros desta de Gillian, sendo eles:"Objectos cortantes" e "Lugares Escuros".
Este livro é um conto, de leitura fácil que me prendeu desde o início e deixou-me com o sentimento de pena por ser um conto, pois acho que daria um excelente livro.
Croma, a protagonista deste conto, cresceu no que se pode chamar lado marginal da sociedade, tem uma profissão no mínimo estranha. Por seu lado, Susan Burke, é uma mulher conhecida por pertencer ao lado rico da sociedade, mas na realidade está com grandes problemas financeiros.
Algo vai juntar estas duas personagens, que diga-se de passagem estão muito bem caracterizadas por esta escritora. Aliás este conto  reforça a ideia que eu já tinha de Gillian, ela é brilhante na caracterização das suas personagens, do ambiente que as rodeia, enfim adoro estes factos nesta escritora.
Mas não vou referir mais nada sobre o conto, pois é uma história que se lê num instante, até eu que sou lenta a ler li em duas horas e acho que se contar mais alguma coisa vou tirar a beleza toda deste livro. O conselho que deixo é leiam e certamente não se vão arrepender.

Aconselho vivamente a leitura deste livro_conto.
Classificação de 4**** no Goodreads.
Este livro foi a minha escolha para a TBR- ler um livro escrito por uma mulher.

Boas leituras e boas férias;)

sábado, 6 de agosto de 2016

Opinião I "As Cores de Branca" da escritora Lara Morgado

As Cores de Branca
Lara Morgado
Editora:Porto Editora
1.º edição: abril de 2016
N.º de páginas: 224 páginas
ISBN: 978 972 004 812 7
Preço:13,95 euros
Quero agradecer desde já o envio deste livro pela Porto Editora, para eu o ler e dar a minha singela opinião.
Sinopse:
"António Galvão, o homem mais importante de uma pequena vila do interior, decide dar o mesmo nome a todas as filhas. Elas eram apenas a espera, o desgosto, o antes, as vidas que apenas existiam para que o homem chegasse. Mas a natureza não colaborou com os seus planos e António viu nascer sete Brancas.
Uma macabra tragédia abate-se sobre a família Galvão e um inesperado fenómeno começa a ser construído naquela pequena localidade. Da palidez do nome daquelas meninas, da ferida de toda a insignificância daquelas irmãs nasce uma revolução sem precedentes que deixará Galvão, para sempre, na história dos homens.
Os galvenses olharam para o céu e o dia iluminou-se. Os galvenses olharam para a terra e as obras descobriram-se. Eram todas. Eram todos."retirado daqui

Minha opinião:

Este não foi o primeiro livro que li de Lara Morgado e mais uma vez fiquei rendida aos encantos da sua escrita e ao modo como ela cria uma história com um enredo tão fabuloso.
Este livro fala sobre a família Galvão, que é dona de uma vila à três gerações. António Galvão casado com Branca quer a toda a força ter um filho homem e vive obsecado com isso. Contudo, e para desventura de António e da própria população da vila, Branca dá à luz sete meninas a que António batiza todas elas de Branca. Ao  fim de sete Brancas terem nascido eis que nasce o tão esperado filho homem, batizado com pompa e circunstância com o nome de Bartolomeu. A partir deste momento tudo acontece...não vou dizer o que vais acontecer, leiam o livro e ficaram a saber.
Fabuloso, prendeu-me de uma forma maravilhosa. Esta é uma história que fala da natureza humana e tem muito mistério à mistura.

Aconselho vivamente a sua leitura.

Classifucação de 5***** no Goodreads.

Boas leituras!