domingo, 29 de agosto de 2010

Minha opinião sobre o livro "Não digas a ninguém " da escritora Luísa Castel-Branco

Este foi o primeiro romance de  Luísa Castel-Branco que li, trata-se de um enredo sobre  alguns dos problemas da   actualidade, nomeadamente, dos  adolescentes  e dos respectivos pais. Um livro que retrata os valores da sociedade actual, valores da amizade e o respeito pelo ser humano enquanto observador e observado.
Escrito de um modo  intenso, este livro relata a vida de três famílias.
Samuel, Beatriz e Rita são amigos desde infância e continuam a manter os fortes laços que os unem. Agora cada um deles tem a sua família mas mesmo assim continuam a programar férias e finais de semana em conjunto.
 Samuel é casado com Maria da Graça e têm dois filhos, a Gracinha e o Bernardo. Beatriz  é casada com o João e deste casamento nasceram três filhos, Bia, Pedro e Diogo. A Rita, é uma mulher divorciada que namora com Manuel e tem uma filha do primeiro casamento que é a Matilde.
As personagens  são dotadas de características  muito comuns, posso afirmar que são pessoas do nosso dia-a-dia, aquelas que certamente fazem parte do nosso leque de amigos e conhecidos.
O que encontrei neste romance  que mais me fascinou foi a  continua entrada de personagens, que são muito bem caracterizadas e estruturadas ao longo de histórias paralelas. Temos, por exemplo, a história de Raul, de Virgílio, de Vasco e mais estruturada a história de Benedita... Estas são algumas das personagens que entrecruzam com as principais, mas ás quais a escritora dedicou "tempo", isto na medida em que elas não aparecem por acasso na história, elas acabam por ter a sua própria história.
A história desenrola-se num fim de semana prolongado, passado entre amigos de longa data, no Monte dos Suspiros. Ao longo destes dias muitas verdades vão vir à tona e vão provocar uma verdadeira tempestade de emoções/sentimentos.
Maria da Graça é a mulher que se torna a  grande surpresa ao longo do desenrolar dos acontecimentos e que no fundo é a revelação para os amigos.  Graça educa os filhos dentro de uma redoma não os habituando a viver em sociedade e a aceitarem-se como são. Contudo para surpresa de todos Graça acaba por ao longo do livro transformar-se na mulher e mãe que ninguém esperava.
Rita é sem sombra de dúvida a personagem que no início do livro mais me irritou. Com uma linguagem ofensiva a mal educada Rita, está sempre a ofender a Graça, e o Manuel ( o seu namorado). Esta é a típica personagem que diz mal de todos e não olha para si e para os seus. Mãe de uma adolescente sem princípios morais, que se deita com todos, Rita não reconhece a filha  e quando se apercebe do "monstro" que ela própria criou, o mundo de Rita desmorona-se. Irá Rita a tempo de salvar a filha dela mesma?
Beatriz é a amiga, confidente de todas as horas e a quem ninguém tem nada a apontar. A esposa ideal, a mãe perfeita, a amiga que nunca falhou e a profissional exemplar.Mas ninguém é perfeito e o mundo de Beatriz também não é perfeito, tudo se vai abater quando o marido descobre que ela tem um amante.
É neste enredo que se desenrola este romance.
Um livro que nos faz pensar  nos dilémas dos adolescentes, sobre a sua identidade sexual e  o aborto (comportamentos de risco).
Boa leitura.;) 

4 comentários:

  1. Olá Carlinha.
    Penso que este livro retrata muito bem situações da vida de muitas pessoas.
    Esta leitura deixou-me a pensar....

    Um áparte: és vilacondense, eu também :D

    Bjinho.

    ResponderEliminar
  2. Olá Mira.
    Devo referir que contava que fosse uma leitura mais "light" ao estilo de Margarida Rebelo Pinto, mas ao longo da leitura surpreendi-me. Concordo plenamente contigo, dá que pensar.
    ;)Então somos vizinhas...;)
    Beijocas;)
    Boa leitura;)

    ResponderEliminar
  3. Olá, gostei do seu blog. Já estou seguindo. Se quiser conhecer o meu, chama-se Volitando no Universo.

    http://volitandonouniverso.blogspot.com/

    Beijão!!

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigada Daiane vou agora mesmo visitar o teu cantinho.
    Bem-vinda ao Atmosfera dos livros...
    Beijocas;)

    ResponderEliminar