domingo, 17 de julho de 2011

"A História do Senhor Sommer" de Patrick Suskind

Título Original:"Die Geschichte Von Herrn Sommer"
Título em Portugal:"A história do senhor Sommer"
Autor:Patrick Süskind
11.ºEdição: Junho 2001
Páginas: 104
Editor: ASA
ISBN: 978-989-8093-31-8
Tradutora: Maria Castro Dias
Ilustrações: Sempé
Sinopse
«No tempo em que eu ainda trepava às árvores, vivia na nossa aldeia, a uns dois quilómetros da nossa casa, um homem a quem chamavam senhor Sommer. Ninguém sabia qual era o seu nome de baptismo e também ninguém sabia se ele tinha ou não uma profissão.
Mas embora pouco se soubesse sobre o senhor Sommer, toda a gente o conhecia, pois andava permanentemente de um lado para o outro. Podia nevar ou cair granizo, podia estar um temporal ou chover a cântaros, podia o sol queimar ou aproximar-se um furacão, sempre o senhor Sommer peregrinava como uma alma penada, atravessando a paisagem e os sonhos do narrador...»
"A História do Senhor Sommer é uma fascinante viagem aos episódios mais recônditos da nossa própria infância-os lugares mágicos onde nos refugiávamos do mundo dos adultos, as tentativas desesperadas para nos equlibrarmos numa bicicleta demasiado grande, o receio do mau génio da nossa professora ou a primeira desilusão de amor.
Um novo éxito de Patrick Süskind, o autor mundialmente consagrado de «O Perfume»"

Sobre o autor, Patrick Süskind
 
"Nasceu a 26 de Março de 1949 em Ambach, Starnberger Lake, Baviera. De 1968 a 1974 estudou história medieval e moderna, em Munique e em Aix-en-Provence. Nos anos 80 trabalhou como guionista para o meio televisivo ainda antes de escrever «O Perfume». O seu segundo romance «A Pomba», mais tarde adaptado para teatro subiu ao palco do BAC Teatro (Londres) em Maio de 1993. Foi também autor de «O Contrabaixo», a peça de teatro que teve a sua estreia em 1981, em Munique, tornando-se desde então uma das peças mais representadas na Alemanha, Suíça e Aústria. O seu conto «The Story of Mr Sommer» (1992) atingiu, tal com
o «O Perfume», um estrondoso sucesso em todo o mundo. Patrick Süskind vive actualmente em Munique." (retirado daqui)

Excerto:

"Com cento e vinte anos, já ancião cheio de tremores, ainda poderia sentar-me lá no alto, no cimo de um ulmeiro, de uma faia, de um abeto, como um macaco velho, e deixar-me embalar pelo vento olhando por cima dos campos, por cima do lago, até para além da colina..." (pág.14)

Minha Opnião:

Nunca tinha lido nada deste escritor, nem mesmo o mundialmente consagrado livro: "O Perfume".
Adorei este livrinho, adorei o modo como Suskind nos transporta através das suas palavras escritas para o seu mundo infantil. A forma como o narrador, que é o próprio escritor, retrata a personagem do Senhor Sommer,que é a que dá o título ao livro é simplesmente fantástica.
Este livrinho foi um achado é uma pérola por polir e ainda bem, pois comecei a ler sem saber muito bem o que me esperava, pois nunca tinha sequer ouvido falar do livro, e deliciei-me com cada caracterização feita pelo narrador. O modo excentrico como o Senhor Sommer deambula pela terra, andando sempre de um lado para o outro seja a que horas for, simplesmente porque sofre de claustrófobia. A forma como o narrador vai-se apercebendo das suas alterações físicas. A primeira desilução amorosa é contada de uma forma tão internecedora que até doi e ao mesmo tempo deixou-me com um sorriso nos lábios. E a fantástica e diabólica professora de piano, não contando já com o modo simplesmente maravilhoso com que o escritor nos retrada a sua aprendizagem no mundo das duas rodas, faço entender bicicleta.
Uma leitura que recomendo vivamente, um livro simples mas fenomenal...
Boa Leitura;)

6 comentários:

  1. Olá Carla.

    Li "O perfume" e "A pomba" deste autor e adorei os dois.

    Este último marcou-me bastante. Uma história pequena mas de tão grande carga simbólica.

    continuações de leituras agradaveis

    ResponderEliminar
  2. Olá Miguel
    Tenho cá por casa "O Perfume" e depois de ter lido este livro estou mais "aberta" para a leitura das obras de Suskind.
    Este livrinho também é bem pequeninho e tem uma carga emocional grande.
    Beijocas.
    Boa leitura!

    ResponderEliminar
  3. Eu li "O perfume" já à muitos anos e foi um livro que nunca mais esqueci, gosta bastante.

    E o "Kafka à beira mar" tb já li e sem duvida que é um dos livros que eu mais gostei de ler até hoje. Mas olha que depende de quem o lê, pois existem opiniões completamente diferentes, ou se ama (que foi o meu caso) ou se odeia

    Boas leituras

    ResponderEliminar
  4. Eu já gostava dele, agora vou conferir sua dica! Abraço

    ResponderEliminar
  5. Patrick Süskind est un incroyable écrivain... sa pièce de théâtre que j'ai vue à Paris, au Théâtre Hebertot avec Jacques Villeret, dans les années 90 est un vrai chef d’œuvre.
    Merci pour cet article sur lui.
    Il vit une partie de l'année dans le sud de la France, à Montolieu (11, un des villages du livre qui existent de par le monde...
    Cordialement,
    Patrick Besset

    ResponderEliminar
  6. Olá Patrick
    Acredita que também gostei bastante deste livro e estou muito curiosa por ler "O Perfume" espero não me desiludir.
    Boas leituras!

    ResponderEliminar