quarta-feira, 4 de abril de 2012

"A invenção de Hugo Carbret" de Brian Selznick

Primeira capa deste livro
A Invenção de Hugo Cabret
de Brian Selznick
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 544
Editor: Edições Gailivro
ISBN: 9789895575626
Coleção: 1001 Mundos

Sinopse
Órfão, guardião dos relógios e ladrão, Hugo vive por entre as paredes de uma movimentada estação de comboios parisiense, onde a sua sobrevivência depende de segredos e do anonimato. Mas quando, repentinamente, o seu mundo se encaixa - tal como as rodas dentadas dos relógios que vigia - com o de uma excêntrica rapariga amante de livros e o de um velho amargo, dono de uma lojinha de brinquedos, a vida secreta de Hugo e o seu segredo mais precioso são colocados em risco. Um desenho misterioso, um bloco que vale ouro, uma chave roubada, um homem mecânico e uma mensagem escondida do falecido pai de Hugo formam a espinha dorsal deste intrincado, terno e arrebatador mistério.
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 7º, 8º e 9º anos de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Capa actual do livro
Minha opinião:
A Invenção de Hugo Cabret, do norte-americano Brian Selznick  O Livro chama atenção pela sua forma de ser impresso e do modo de contar a história pois o livro da uma visão cinematográfica ao leitor, deixando de lado a parte descritiva e dando lugar a parte visual que é pouca explorada pelos livros mais tradicionais. Um livro carregado de fantasia que combina na perfeição momentos de pura alegria com momentos tristes da vida de um rapaz órfão de 11 anos. Este livro tem uma maravilhosa particularidade de ter 294 páginas são puro desenho o que permite juntar a parte visual de desenho com a parte do prazer de ler.Quando comecei a ler este livro ele já tinha estado no cinema, quer dizer já estava no cinema e eu tive que decidir, ou comprar o livro ou ir directamente para o cinema (ainda para mais ia passar mesmo na próxima sessão). Claro está que como bibliófila que sou optei pelo livro e não me arrependo, nem por um momento de o ter feito. Claro que quando poder vou ver o filme mas certamente terei uma outra visão, bem diferente de quem não leu o livro.A sinopse conta já uma grande parte da história, posso dizer que nem tudo o que parece ser é realmente. O homem máquina vai reservar muitas surpresas... mesmo quem foi ver o filme ao cinema leia o livro. Até porque como já referi faz parte do Plano Nacional de Leitura do 3.º ciclo do ensino básico.
Classificação: 6_Excelente_

Sem comentários:

Enviar um comentário