segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Minha opinião sobre o livro, "A rapariga das laranjas" do escritor Jostein Gaarder


Rapariga das Laranjas
 
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 128
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722330947
Coleção: Grandes Narrativas

Sinopse:
O que fazer quando um pai, falecido demasiado cedo para nos lembrarmos dele, decide falar com o filho, através de uma carta escrita há onze anos? Esta é a experiência de Georg Roed, de quinze anos, quando a família descobre a carta do seu pai. Juntos, Georg e o pai vão dialogar e manter finalmente a conversa de adultos que não puderam ter em vida. Nessa carta, Jan Olav, o pai de Georg procura uma bela rapariga carregada com um saco de laranjas. Nada o demove, nem o facto de não saber nada dela, nem o nome. Procura-a com todo o entusiasmo da juventude, enquanto imagina qual a razão que a leva a atribuir um valor tão grande às laranjas que ele, desastradamente, fez rolar nesse primeiro encontro. Georg mergulha nesta aventura descrita com grande paixão pelo pai, falecido quando ele tinha apenas quatro anos.
Autor do bestseller internacional O Mundo de Sofia que em 1995 foi o romance que mais vendeu em todo o mundo, registando 25 milhões de cópias, Gaarder traz-nos em A Rapariga das Laranjas um romance mais direccionado ao público jovem. Através de uma belíssima carta de amor para um filho de quem o pai sabe que não poderá acompanhar o crescimento, esta obra é um hino à vida e ao mistério insondável que ela encerra.

Minha opinião:
No fundo este livro trata-se de um pai que morre e deixa uma carta para ser entregue ao filho quando este tiver 16 anos de idade. Na carta ele para além dos conselhos que vai dando ao filho, conta uma história de uma beleza extrema sobre uma rapariga das laranjas, tinha esta designação por andar sempre com um saco de laranjas muito suculentas e bem cheirosas.
Esta história levou-me às lágrimas de tão bela que é, por vezes penso que não sabemos dar valor ao que temos e o pior deste pensamento é que não sabemos mesmo.
Aconselho vivamente a leitura deste livro pequeno mas de um grande valor.
Boas leituras!

Sem comentários:

Enviar um comentário