quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Minha opinião sobre o livro "O Meu Nome É Alice" de Lisa Genova

O Meu Nome é Alice
de Lisa Genova;
Tradução: Elsa T. S. Vieira
Edição/reimpressão:2015
Páginas: 320
Editor: Lua de Papel
ISBN: 9789892330211
Preço: 13.41 euros
Comecei a ler:17-08-2015
Terminei de ler:17-08-2015
Sinopse:
«O mundo de Alice é quase perfeito. É professora em Harvard, vive com o marido uma relação que resiste à passagem dos anos, às exigências da carreira, à partida dos filhos. E tem também uma mente brilhante, admirada por todos, uma mente que não falha… Um dia porém, a meio de uma conferência, há uma palavra que lhe escapa. É só uma palavra, um brevíssimo lapso. Mas é também um sinal, o primeiro, de que o mundo de Alice começa a ruir.
Seguem-se as idas ao médico, as perguntas, os exames e, por fim, a certeza de um diagnóstico terrível. Aos poucos, quase sem dar por isso, Alice vê a vida a fugir-lhe das mãos. Ama o marido intensamente, ama os filhos, e todos eles estão ali, à sua volta. Ela é que já não está, é ela que se afasta, suavemente embalada pelo esquecimento, levada pela doença de Alzheimer.
O Meu Nome É Alice é a narrativa trágica, dolorosa, de uma descida ao abismo. É o retrato de uma mulher indomável, em luta contra as traições da mente, tenazmente agarrada à ideia de si mesma, à memória da sua vida, à memória de um amor imenso.»
retirado do site wook

"O Meu Nome é Alice" - Trailer Oficial Legendado (Portugal):

Minha opinião:
Este livro é extraordinário, chocante, emocionalmente muito forte, não aconselhável a pessoas sensíveis, um livro que mudou a minha forma de ver o mundo. Porquê que este livro mudou a minha forma de ver o mundo?
Simples, ele fala de uma doença que é Alzheimer, da qual eu muito honestamente nunca quis saber muito, nem ler muito sobre ela. Por um motivo muito simples, a minha avó materna faleceu com Alzheimer e tenho uma tia materna com Alzheimer que está a viver no Brasil à muitos anos. Por isso, esta é uma doença que está nos genes da minha parte materna, como tal existe a probabilidade de qualquer um dos sete filhos da minha mãe vir a ter.
Talvez não fosse uma leitura aconselhável mas eu tinha de a fazer, para acabar de uma vez por todas com uma série de fantasmas que me assolam faz muitos anos.
Eu sou professora e como tal senti muito bem o que Alice sentiu quando lhe faltou a primeira palavra numa conferência, é atroz, uma pessoa não imagina as partidas que a nossa mente nos consegue pregar.
Mas fiquei muito assustada quando ela se perdeu num trajeto que fazia todos os dias de casa para o trabalho a pé e nas suas corridas diárias de 8 Km, à 25 anos, mas agora ela não sabia onde estava, não reconhecia nada, numa questão de segundos Alice perdeu o seu porto seguro o seu norte. Um pressagio do que viria a ser a sua vida no futuro. Isso arrepiou-me. 
Como será viver sem memórias, como será querer participar numa conversa mas não encontrar as palavras que queremos usar, ou achar que as pessoas falam tão rápido que não as conseguimos acompanhar.
Alice não só se perdeu na sua terra como se perdeu dentro da sua própria casa, queria ir à casa de banho, estava aflita, mas não encontrava a casa de banho, e de repente já nem sabia o que realmente queria, até que o inevitável acontece ela urina pelas pernas abaixo.
Qual será a sensação de saber que um dos nossos filhos herdou o nosso gene? É culpabilizante, é mais um factor de dor, ver aquele ser que amamos tanto e saber que vai passar pela mesma dor que nós.
Esta doença é arrebatadoramente terrível tanto para o doente como para as pessoas que o acompanham.
Mas por mais que me tenha custado ler o livro, li-o e consegui chegar ao fim, algo que pensei que não ia conseguir e não chorei mas fiquei em estado de choque.
Para mim só existe uma doença pior que esta, que infelizmente também a conheço bem de perto, conhecida por ELA, Esclerose Lateral Amiotrofica,   que é relatada no livro "A Teoria de Tudo" de  Jane Hawking. Digo isto porque com Alzheimer a pessoa chega a um ponto que perde a noção da realidade, com ELA perdemos todas as faculdades motoras, deixamos de poder comer, temos uma traqueoscopia, perdemos a noção de segurar as nossas necessidades, dependemos dos outros para tudo, vamos até deixar de falar, mas o nosso cérebro esse está sempre a funcionar.
Eu costumo dizer que quem tem ELA vive isolado dentro de si mesmo.

Vi o filme de«O Meu Nome é Alice» e  está muito aquém do livro, a atriz principal desempenhou muito bem o papel, é excelente mas faltavam partes muito importantes que estão no livro mas o filme por uma questão de tempo não pode abordar tudo. Mas a ideia está lá.

Em relação ao livro "A Teoria de Tudo" de Jane Hawking, não li nem faço questão de o ler, mas vi o filme e impressionou-me bastante pois como já referi tenho uma pessoa muito, mas mesmo muito próxima que está com esta doença e tudo o que retratava no filme está exactamente como é na realidade.

Bom voltando ao livro que estou a opinar, gostei, mas como já referi não o aconselho a todos.


Recomendo vivamente esta leitura. Mas atenção para as pessoas mais sensíveis.
Classificação de 5 estrelas no Goodreads.

Excertos:
«Alice.
O som do seu nome penetrou-lhe em todas as células e pareceu dispersar as moléculas para além dos limites da sua própria pele. Observou-se a si própria do canto mais distante da sala.
-Então o que significa isto?-ouviu-se perguntar.
-Temos alguns medicamentos para a Alzheimer que gostaria que tomasse. O primeiro é o Aricept. Fortalece o funcionamento colinérgico. O segundo chama-se Namenda. Acabou de ser aprovado este Outono e tem mostrado resultados bastante prometedores. Nenhum deles é uma cura, mas podem abrandar a progressão dos sintomas e queremos dar-lhe o máximo de tempo possível.
Tempo. Quanto tempo?» pág.81
Boas leituras!

12 comentários:

  1. Olá Carla
    Adorei a tua opinião :)
    Como já te disse tinha perdido a vontade de ler este livro mas tu fizeste com que voltasse a querer lê-lo. Vou fazê-lo sem dúvida.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara,
      Este livro é muito poderoso, espero que gostes de o ler.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Queda apuntado para próximas lecturas. Se o consigo, seguro que o leo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Este livro é emocionalmente forte, espero que gostes.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  3. Olá Carla,
    Parece ser um livro emocionante mas não faz o meu género. Talvez um dia quando quiser sair da minha área de conforto.
    Gostei muito da tua opinião.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tânia,
      Aconselho se não fores uma pessoa sensível, se fores não leias.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  4. Ois,

    Bem um livro que te marcou e acredito que quem o leia não fique indiferente, fiquei com vontade de ler :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,
      Lê acredita que vais passar a ver a vida de uma forma diferente. Eu costumo dizer que andamos sobre uma linha e que a qualquer momento o nosso cérebro pode pregar uma partida e passar para o outro lado, cada vez acredito mais nisto.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  5. Olá Carla
    Já ouvi falar muito bem do livro e a tua opinião só veio reforçar a minha vontade de o ler.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Lê não te vais arrepender, eu aprendi a ver a vida com outros olhos e a valorizar o momento que vivemos, não pensar no passado e não esperar muito do futuro, viver o aqui e agora.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  6. Olá,
    Quero muito ler este livro pelo simples facto de abordar um tema que não é comum ser abordado nos livros: a doença alzheimer. Acredito que este livro nos dê uma visão muito clara sobre como estas pessoas vivem e de como esta doença muda a vida de qualquer pessoa, enfim.
    Gostei muito de ler a tua opinião, deu para entender que é realmente um bom livro! :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Este livro é excelente, sobre todos os pontos de vista. Não te vais arrepender, mas atenção é um livro forte, eu achei.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar