sábado, 26 de junho de 2010

Snu

 
Sinopse:
Jytte Bonnier faz-nos uma comovente descrição da sua filha (seis anos após a violenta morte) com uma intensidade luminosa que corresponde, afinal, ao carácter forte e célere de Snu. A literatura sueca foi enriquecida com o retrato invulgar que uma mãe desenha de um filha não menos invulgar. A dor de Jytte Bonnier é profunda, nela as palavras tomam o lugar das lágrimas. Snu, entre a dislexia e a tempestuosidade, surge deste texto ardente e viva.

"Amor em tempo de revolução.
Nos tempos conturbados pós-25 de
Abril Snu e Francisco encontraram
o amor verdadeiro. Natália
Correia, poetisa de renome dos
anos 60/70, descreveu assim a sua
querida amiga Snu ao seu caro
amigo Francisco: “ uma princesa
nórdica deitada num esquife de
gelo à espera do seu príncipe encantado
.... você.” Convicta que
tinha encontrado o príncipe para a
sua amiga nórdica, em 1976 organizou
um jantar para dois no restaurante
Varanda do Chanceller em
Lisboa. Foi amor à primeira vista e
nunca mais se separaram. A Revolução
dos Cravos em 1974 foi
mais do que um mero golpe de
estado. Foi também a explosão das
mudanças que se vinham operando
na sociedade portuguesa. Contudo,
em 1976 a mentalidade portuguesa
estava ainda imbuída das máximas
salazaristas de Deus, Pátria e Família.
A união de facto não era
nem reconhecida legalmente nem
bem aceite, principalmente entre
duas pessoas cujos casamentos
com outras pessoas haviam sido
abençoados pela Igreja Católica.
Não havia divórcio para quem tivesse
casado na Igreja Católica
após 1940, ano em que foi assinada
a concordata com a Santa-Sé.
Era possível uma “separação judicial”,
mas não se não podia recasar
nem por civil.
O poder do Amor
O Amor é o oposto do Medo,
como o prova a naturalidade com
que Snu Abecassis e Francisco de
Sá Carneiro, primeiro-ministro de
Portugal, apareceram sempre lado
a lado publicamente. Juntos no
amor primeiro e na política em
segundo lugar como ele próprio
afirmou, até ao fim, que chegou
trágica e abruptamente a 4 de Dezembro
de 1980. Pereceram juntos,
quando o pequeno avião em
que viajam para o Porto se despenhou
perto do aeroporto de Lisboa."
PATROCÍNIO:
info: delfina.v.t@gmail.com
Minha Opnião:
Este livro com o prefácio de Marcelo Rebelo De Sousa, é a história da apaixonante Snu, uma mulher determinada, apaixonada que quer e consegue vencer todas as adversidades da vida para ficar junto daquele que ama.
Será na boca de muitos a eterna amante de Francisco Sá Carneiro, depois de ler este livro fiquei com a noção de que era o amor de Francisco Sá Carneiro.
;)Boas Atmosferas.

2 comentários:

  1. Olá Leitora,
    Adorava ler este livro!!
    Está à venda?
    Bjs
    Dulce

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dulce
      Acredito que sim e o que está agora à venda é mais actualizado, pelo menos é mais grosso.
      Beijocas e boas leituras;)

      Eliminar