sábado, 2 de maio de 2015

Minha opinião sobre o livro "Tenho o teu núm3ro" da escritora Sophie Kinsella

Tenho o Teu Núm3ro
de Sophie Kinsella;
Tradução: Maria João Vieira
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 420
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897260988
Preço: 16,60 euros

Sinopse:
"Dez dias antes do casamento, Poppy perde o anel de noivado. Desesperada, Poppy começa a telefonar a toda a gente para pedir ajuda e alguém lhe arranca o telemóvel da mão! Também o roubaram! Como irão agora avisá-la se encontrarem o anel? E, imediatamente, Poppy vê um telemóvel num caixote do lixo, um telemóvel abandonado de que ela precisa urgentemente. Poppy dá o seu novo número a todos os amigos e também atende as chamadas recebidas e lê as mensagens endereçadas à anterior proprietária, a secretária (que acaba de se demitir) de Sam Roxton, um empresário importante. Enquanto continua à procura do anel, Poppy mantem-se em contacto com Sam Roxton, o novo proprietário do telefone. Sam vai deixá-la ficar com o aparelho, desde que ela lhe reencaminhe todas as mensagens que receber, mas às vezes Poppy responde por Sam em assuntos profissionais e também pessoais. Não se contém. Sam também começa a opinar sobre a vida de Poppy, o seu casamento, sobre os sogros e até sobre o noivo, que talvez, não seja tão maravilhoso como ela pensava."retirado do site wook

A escritora...
"Formou-se em economia e filosofia no New College de Oxford , ela trabalhou pouco tempo como jornalista na área financeira e, em seguida, dedicou-se à ficção. Ela já tem publicado sob seu nome verdadeiro sete romances, apreciados pelos críticos (que eles, são comparado com o trabalho de Rosamunde Pilcher ), mas não são muito bem conhecidos entre o público em geral.
Em 2000 passou para o chamado género chick lit publicação sob o pseudónimo de "Sophie Kinsella", seu primeiro sucesso internacional, The Secret Dreamworld de Consumo de Becky Bloom (em italiano Shopaholic ). Entre 2000 e 2010 ele assinou como Kinsella outros nove romances, incluindo cinco sequelas eu amo comprar. Em 2009 é lançado nos cinemas o filme Confessions of a Shopaholic (cujo protagonista é Isla Fisher ) trecho a partir dos dois primeiros livros da saga homónima.
Actualmente vive em Londres com o marido e cinco filhos Henry (Freddy, Hugo, Oscar, Rex e Sybella). Sua irmã, Gemma Townley é por sua vez uma escritora (e música) moderadamente bem sucedida."
Vídeos de promoção do livro...



Críticas...
«As suas heroínas, como sempre, são amorosamente previsíveis e alegremente desajeitadas. Todas elas têm em comum muito carisma, paletes de inteligência, presença de espírito, problemas inevitáveis com o namorado, romantismo, falta de jeito, e muita coragem. Não é de admirar que nos deixemos encantar de cada vez.»
The Times of India

«E assim que lhe peguei, não consegui largá-lo até o ter acabado e voltado a folhear tudo para ter a certeza de que não perdera nada. Este livro é tudo, desde espirituoso a comovente.» 
Chocolate Coated Reviews

«Um romance alucinado com uma heroína simpática e vulnerável.»
Kirkus Reviews


Minha opinião:
Este é o primeiro livro que leio desta escritora, apesar de já ter ouvido e visto muitas vezes os seus livros, nunca me senti atraída para lhes pegar e consecutivamente os ler. Contudo, com a leitura deste livro posso dizer que descobri mais uma escritora, muito engraçada, e que certamente vou passar a "seguir" os seus livros. Mais uma escritora que entra para o role das boas descobertas do ano 2015. Adorei o modo como Sophie Kinsella escreve, e a forma como conseguiu agarrar-me ao seu livro. A uma história completamente hilariante, com momentos de muito riso e outros mais sérios.
A protagonista desta história é Poppy, uma personagem, a meu ver insegura mas com um poder de argumentação e com um sentido de humor brilhante.
O enredo desta história tem início com um lanche entre amigas, como se fosse uma despedida de solteira, dez dias antes do casamento de Poppy. Todas as suas amigas querem experimentar o anel de noivado de Poppy, um anel que é uma jóia de família há muitos anos e até estava guardado no cofre de um banco. No meio de toda esta empolgação acaba por se perde o anel de noivado, e como seria de esperar Poppy fica desesperada, começa a telefonar a toda a gente para pedir ajuda. Mas como se costuma dizer uma tragédia nunca vem só, e no meio desta confusão toda, alguém lhe rouba o telemóvel da sua própria mão. 
Como irão agora avisá-la se encontrarem o anel? E, imediatamente, Poppy vê um telemóvel num caixote do lixo, um telemóvel abandonado de que ela precisa urgentemente. Poppy, não tem meias medidas, dá o seu novo número a todos os amigos e também atende as chamadas recebidas e lê as mensagens endereçadas à anterior proprietária, a secretária (que acaba de se demitir) de Sam Roxton, um empresário importante. Enquanto contínua à procura do anel, Poppy mantem-se em contacto com Sam Roxton, o proprietário do telemóvel. Sam vai deixá-la ficar com o aparelho, desde que ela lhe reencaminhe todas as mensagens que receber, pelo menos até encontrar o seu anel de noivado.
Contudo, às vezes Poppy, que tem a tendência de se meter onde não deve, responde por Sam em assuntos profissionais e também pessoais. Não se consegue conter. Sam também começa a opinar sobre a vida de Poppy, o seu casamento, sobre os sogros e até sobre o noivo, que talvez, não seja tão maravilhoso como ela pensava.
Não querendo falar de homens eles, ainda que existam, mais e alguns relativamente atractivos à sua maneira, como o pai de Magnus ou alguns colegas de Sam, o Magnus e o Sam; o que quero mesmo  destacar são as mulheres da vida de Poppy. E que mulheres são estas? terríveis umas com as outras, para variar um pouco...pois quando à ciuminho são quase todas assim (este é um a parte meu). Da invejosa à entusiasta, passando pela irritante organizadora do seu casamento, a namorada possessiva de Sam e a petulante mãe do noivo, só mesmo alguém com a ginástica mental de Poppy para sobreviver aos dias loucos descritos no livro.
Ao longo da leitura do livro, deparei-me com mensagens de texto e de correio electrónico, o que impulsiona o virar de páginas, em contraste com personalidades cuidadas e primor para falar de sentimentos. Muitas vezes é dito muito em poucas palavras e outras tantas, no entanto, a narração é lenta e desorientada, como a própria personagem principal, para chegarmos a conclusões mais profundas.
No entanto, Poppy está noiva de Magnus, homem que acha perfeito. Ela nem quer acreditar na sorte que teve. Magnus é tudo o que qualquer mulher sonha, pensa ela. Tirando a família de Magnus que é completamente contra o casamento, aliás é contra tudo que faça parte dos padrões normais da sociedade, pois não acham que Poppy esteja ao nível intelectual do senhor todo sabedor Magnus, o amor entre eles é ou parece ser algo intocável, que nem a própria família consegue derrotar.
Contudo com o passar dos poucos dias para o casamento, Poppy vai descobrindo algumas coisas sobre o seu noivo e não sabe como lidar com elas. Ela sabe que o ama, mas há coisas que não encaixam e ela começa a duvidar da sua decisão. Como não é pessoa de confrontos, o dia do casamento chega e as dúvidas persistem.
Adorei o espírito de Poppy, a sua maneira tresloucada de ver o mundo e encontrei-me na sua fragilidade, que faz parte dela e é tão credível. Também gostei muito do Sam da forma como ele tenta chamar Poppy para a realidade dos seus actos, do seu casamento e dos seus futuros sogros.

Longe de ser um livro profundo e que nos faça refletir sobre qualquer questão, este é, sem dúvida alguma, um livro repleto de peripécias, divertido e ideal para dar umas boas gargalhadas. Contudo devo dizer que houve momentos que me fizeram ficar séria e reflectir, mas não muito!
Este livro é lindo e adorei as notas de rodapé da Poppy.
Excertos...
Boas leituras.

10 comentários:

  1. Olá,
    Esta é uma das minhas autoras preferidas. Ainda não li este livro mas quero muito ler.
    Este é o género de livros que adoro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Adorei o livro, tens razão para esta ser uma das tuas autoras preferidas, quero ler mais dela.
      Aconselho vivamente esta leitura a todos os que gostam de ler.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Olá :)
    Tenho imensa curiosidade para ler este livro :)
    Ainda bem que gostaste.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Sara eu adorei este livro, tem todos os condimentos para um bom livro, acredito que vás gostar de o ler.
      Beijocas e boas leituras.

      Eliminar
  3. Olá,
    Já tinha ouvido falar desta autora, mas nunca li nada dela, se bem que a capa e sinopse deste livro sempre me deixou curiosa. Aposto que esta é uma excelente autora para quando se quer um livro mais leve e divertido.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Acredita vale apena este livro é uma delicia, maravilhoso mesmo. Dá para descontrair mas também tem uma boa parte de refleção.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  4. Olá.
    Fico feliz por teres gostado desta leitura. É uma autora que descobri recentemente e que tornou-se numa autora que pretendo seguir. Pretendo ler este livro e os restantes ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Débora,
      Adorei este livro e a escritora tem uma forma incrível de passar para o papel todo o enredo da história.
      Também pretendo ler os restantes.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  5. Ola!
    Pretendo ler este livro.
    Boas leituras! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Recomendo vivamente é uma óptima leitura.
      Boas leituras.

      Eliminar