domingo, 5 de julho de 2015

Minha opinião sobre o livro "Perigosa" o Livro IV da Série As Flores Mais Raras da escritora Madeline Hunter

Perigosa
As flores mais raras - Livro IV
de Madeline Hunter; 
Tradução: Helena Ruão
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 336
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892328454
Coleção: As Flores Mais Raras
Preço:15.21 euros

Comecei a ler:13-06-2015
Terminei de ler:15-06-2015

Sinopse:
«Tristan, duque de Castleford, acaba de herdar uma pequena casa e, com ela, uma grande surpresa: Daphne Joyes, uma bela mas agressiva inquilina. O irreverente Tristan deixa logo bem claro que tenciona seduzi-la, dar-lhe prazer, e vê-la coberta apenas de diamantes. Mas Daphne conhece bem a escandalosa reputação do duque, e não está disposta a ceder às suas provocações.
No entanto, ambos têm um inimigo em comum. Um homem cuja malevolência acaba por os ajudar de uma estranha e inesperada forma. Existe, todavia, um entrave: o segredo que Daphne guarda e que a leva a ser uma mulher extremamente cautelosa. Mas embora o seu novo senhorio seja arrogante e se entregue a uma vida de deboches (exceto às terças-feiras!), Daphne dá por si a baixar perigosamente a guarda. Até porque, afinal, os diamantes ficam bem com tudo… e também com nada…» retirado do site wook

Book trailer Dangerous in Diamonds de Madeline Hunter...


Minha opinião:
Este é o quarto e último volume da Série As Flores Mais Raras de Madeline Hunter, escritora de romances de época sensuais, que eu gosto muito.

Neste volume vamos ter a linda Daphne Joyes a mulher que está à frente da casa que acolheu tantas mulheres desesperadas e que nada queria em troca, a não ser o seu silêncio e o facto de não puderem fazer perguntas sobre o passado umas às outras, pois este pode muitas vezes ser bastante doloroso.

Mas a bela e encantadora Daphne também tem um passado, do qual ninguém nada sabe e que a sua figura fria e distante, não permite que se saiba nem se questione nada sobre ele. Só se sabe o que ela deixa saber, que é viúva de Mr.Joyes e que este morreu na guerra, isto é o que ela conta.

Neste último livro vai surgir uma personagem já abordada nos livros anteriores, o Tristan, o Duque de Castelford,que é bonito, dominador, possessivo e extremamente libertino,incrivelmente rico e bastante inteligente. Ele vive uma vida de bom vivã todos os dias da semana excepto à terça-feira, dia da semana que tira para tratar de todos os seus negócios e das suas reuniões com o Rei e com os outros duques, sobre os quais tem muita influência devido à sua inteligência e ao seu modo descomprometido de realizar os negócios.
O Duque vai herdar terras e numa delas é onde está instalada a Daphne, com o seu precioso jardim das flores raras. Quando se desloca para ver a sua nova propriedade o Duque fica encantado com a linda e sedutora Daphne e promete seduzi-la e conseguir levá-la para a redoma dos seus lençóis. Mas nem tudo é fácil para o Duque, mesmo que Daphne se sinta seduzida por ele, ela tem um passado, que é um passado perigoso e bastante estranho. Daphne vive envolta numa carapaça que o Duque aos poucos vai conseguindo desvendar o que está por baixo dela e vai destruindo essa proteção e consegue ir chegando cada vez mais próximo do coração desta jovem.

Até que quando dá conta o libertino  Duque está apaixonado pela bela Daphne e propõem casamento, será que ela aceita?

Ambos são muito diferentes mas no meio de todas estas diferenças têm uma coisa em comum- um inimigo o Duque Latham - outrora amigo intimo de Tristan mas depois de este ter assistido a algo inegavelmente imperdoável, deixou de ser seu amigo. Esta inimizade que ambos nutrem por Latham vai aproximar Daphne e Tristan.

E mais não posso contar, este livro é uma delícia e encerra lindamente a Série As Flores Mais Raras, adorei o livro e recomendo vivamente a leitura desta série.

Adorei e nunca me esquecerei das mulheres que viveram nos jardins das flores mais raras de Madeline Hunter, que com esta série ainda sobe mais na minha consideração como leitora.

Uma série excelente, a não perder. Recomendo vivamente a sua leitura...
Excertos:
«A morte de um duque é motivo para muita gente lamentar, mas ninguém lamenta mais do que aqueles que dependem da sua proteção....Alguns foram obrigados a engolir a vontade inconveniente de sorrir, em especial vários nomeados no testamento do duque como beneficiários de doações ou pensões.» pág.5

«Ele tinha mãos lindas. Era nisso que Daphne não parava de reparar em Castleford ao jantar.
Completamente masculinas, mas também inegavelmente elegantes, aquelas mãos captaram-lhe a atenção. Já vira muitas mãos de homens, mas nenhumas tão perfeitas, disso tinha a certeza.Eram muito mais suaves do que as dela, percebeu logo. Não haveria luvas e cremes no mundo capazes de manter tal suavidade nas mãos de uma senhora, quando a dita senhora insistia em usar enxadas e pás mais vezes do que seria aconselhável.» pág.34

«O patife esperava seduzi-la depois de a conhecer há menos de um dia! Aquele homem presunçoso partia do princípio de que ela iria simplesmente subjugar-se à sua vontade, rendendo-se a qualquer capricho e entregar-se a um borrachão que era praticamente um desconhecido e que não vinha nada bem recomendado, pelo pouco que sabia dele. Aquela confiança sem fundamento era inaudita.»pág.35

«A pergunta provocou-lhe uma sensação de nostalgia e, bem lá no fundo, um ligeiro medo recorrente e tolhido de chegar o dia em que já não haveria irmãs passageiras em busca de refúgio na sua casa, e ela ficaria sozinha.
-Deve invejá-las, às vezes-disse ele. -Invejar-lhes o regresso ao mundo e às famílias que vão construindo.
As palavras perfuraram-lhe o coração e ela não podia negar-lhes a verdade. Então, pela segunda vez naquele dia, o seu mau génio veio ao de cima abruptamente.» pág.39

«Uma série de insultos e negações furiosas encheram-lhe a cabeça, mas nenhuma encontrou voz. -O senhor não é um cavalheiro. - Eu não sou uma das suas meretrizes obscenas. - Solte-me, seu biltre. Conseguia sentir o calor do corpo dele ali perto. A mão na face dela era o chamariz para as reações escandalosas que sentia. Formigueiro, calafrios e excitação deliciosa e sorrateira. É demasiado atrevido. -Como ousa tomar essas intimidades? - Não vou tolerar tal insulto! O homem era um demónio, e ela precisava de se recompor e...
-Há quanto tempo, Mrs.Joyes? Quando foi a última vez que um homem a beijou seja onde for, até mesmo na boca?
Seja onde for?» pág.40

«Parar era difícil. Tão difícil quanto ele provavelmente sabia que seria, assim que ela lhe permitisse a primeira liberdade. Mais difícil do que julgava possível, considerando que mal o conhecia e que não precisava de ver explicados os custos de tal paixão.» pág.41

«-Queres conselhos? O grande e omnipotente Castleford, o homem que acredita que o seu discernimento é superior a todos os outros e que ultrapassa o tédio intrometendo-se nos assuntos dos homens, com Zeus num feriado, a querer conselhos de outra pessoa? Estou contentíssimo que Summerhays não esteja por perto, se isso significa que me é dado o prazer de tal honra. Sou todo ouvidos.
-O conselho só o peço ao Summerhays. De ti, só preciso da resposta a uma pergunta.
-Não te acanhes.» pág.46
Boas leituras!

8 comentários:

  1. Ola, Carla!
    Que bom é entrar no seu blog e conhecer novos e interesantes livros cada dia.
    Gostei muito do seu post.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo,
      Obrigada pelo teu carinho. Esta série é muito bonita eu gostei muito de a ler.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Olá,
    Este é o livro que mais anseio por ler da série. Já li os 2 primeiros e adorei.
    O Duque é cá uma figurinha. Tenho a certeza que este livro vai ser o mais escandaloso da série.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tânia,
      Pois acertas em cheio é o mais escandaloso mas também a meu ver o mais romântico. O Duque tem a capacidade de nos surpreender.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  3. Olá Carla
    Não conhecia esta série e também não é dos meus géneros literários preferidos mas com a tua recomendação vou pensar duas vezes e talvez dê uma oportunidade.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara,
      Eu gosto muito de Madeline Hunter para descomprimir das outras leituras, esta série para mim foi magnífica adorei cada um dos livros que retrata cada uma das mulheres que sofreram e viram-se obrigadas a resguardar-se na casa das flores raras da Daphne.
      Esta é a última protagonista deste último romance de época.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  4. Olá,
    De todas as personagens feminina, a Daphne é daquelas que mais quero saber mais. Sobre o seu passado, como vai ser a sua história e como vais ser o seu romance.
    A ver se entretanto ainda pego no segundo livro. :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tânia,
      Daphne é sem sombra de dúvida a que tem um passado mais sombrio, vais adorar este livro tenho a certeza. Aliás esta série é para mim a melhor de Madeline Hunter que li até hoje.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar