sexta-feira, 24 de julho de 2015

Minha opinião sobre o livro "A Praia das Pétalas de Rosa" da escritora Dorothy Koomson

A Praia das Pétalas de Rosa
de Dorothy Koomson
Edição/reimpressão:2013
Páginas: 544
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04447-1
Idioma: Português
Preço:14,94 euros

Comecei a ler:20-07-2015
Terminei de ler:24-07-2015

Sinopse:
«Todas as histórias de amor sofrem reviravoltas.
Depois de quinze anos de um grande amor e um casamento perfeito, Scott, marido de Tamia, é acusado de algo impensável.
De repente, tudo aquilo em que Tamia acreditava - amizade, família, amor e intimidade - parece não ter qualquer valor. Ela não sabe em quem confiar, nem sonha o que o futuro lhe reserva.
Então, uma estranha chega à cidade, para lançar pétalas de rosas ao mar, em memória de alguém muito querido e há muito perdido. Esta mulher transporta consigo verdades chocantes que transformarão as vidas de todos, incluindo Tamia que será obrigada a fazer a mais dolorosa das escolhas...» retirado do site wook

O QUE ESTARIA DISPOSTA A FAZER PARA SALVAR A SUA FAMÍLIA?
Book trailler...
Minha opinião:

Adorei este livro, adorei a escrita de Dorothy Koomson, simplesmente fantástica, uma escritora que já entrou para as escritoras descobertas no ano 2015 que mais gostei. 
Fiquei desde logo apaixonada pela forma como a autora escreve e conseguiu transportar-me para dentro do enredo. Por vezes parecia que eu era a personagem que estava a assistir ao desenrolar da história. 

Devo referir que logo o modo como começa o livro é brilhante e foi assim que apaixonei logo pela escrita, ora vejam tão simples quanto isto:«É aqui que a minha vida começa». Isto levou-me logo como leitora a questionar mas afinal o que pode ter acontecido a esta mulher para a vida dela só começar ali?


Um livro que poderia aparentemente ser uma história simples de infidelidade, vai muito além disso. Fala-nos do valor das relações humanas, da amizade, do companheirismo, do maternalismo, da honestidade nas relações inter-pessoais, do relacionamento conjugal, e até um leve cheirinho às relações amorosas entre pessoas do mesmo sexo.

Achei incrível a modo como a escritora vai construindo todo o enredo, não vou contar nada, mas devo salientar que esta é uma história feita sobre verdades e mentiras. O valor da verdade nas relações humanas é aqui muito explorado, seja qual for a natureza da relação humana a que nos referimos. Antes vale uma verdade dolorosa do que uma mentira suave que com o tempo se vai acumulando num conjunto de mentiras e quando dá mos conta vivemos no meio de uma teia de mentiras.Deste modo o este livro transmite também as suas lições de moral para as relações humanas actuais.


Tami é uma mulher que se entrega por completo ao seu amor, ao amor da sua vida, sem restrições e sem limitações, ela confia completamente nesse amor, no entanto, abdica sem dar conta disso, de modo consciente de muitas coisas da sua vida. Scott é o amor da vida de Tami, ela conheceu-o desde sempre e amou-o também desde sempre.
Mas a vida transforma as pessoas, ou talvez não as transforme, simplesmente faz-nos ver o que não víamos nelas. Scott transformou-se em alguém que Tami já não conhecia, já não era o seu marido, com o qual tinha casado e gerado duas lindas filhas. Tami foi sempre, a meu ver, uma mulher forte e independente, com uma perspectiva  daquilo que queria para a sua vida, mas o amor de Scott acabou por lhe transformar as escolhas, incluindo uma carreira de sucesso, e Tami passou a ser não mais do que uma mãe e uma dona de casa, dedicada às filhas, ao marido e à família. Eu acreditava que ela era feliz com a sua escolha, mas questiono-me se não terá abdicado em demasia pelos outros esquecendo-se de si mesma, tornando-se assim apagada.
Scott amava Tami, pelo menos era o que me dava a entender no início, mas depois com o passar do tempo as coisas mudaram.

Muitas vezes, o amor não chega, e a verdade é que, com o tempo as coisas mudam, com o passar dos anos por vezes o amor deixa de ter aquela chama que tinha no início. Se não existir um "investimento" por parte dos elementos do casal na relação ela escapa por entre os dedos e as pessoas acomodam-se numa relação que já não tem nada de confortável, mas que se tornou somente uma rotina.
O que eu senti pelo Scott? Acima de tudo desilusão, depois veio a raiva e a tristeza em simultâneo, os  mesmos sentimentos foram por mim nutridos em relação a Beatrix.
Em relação a  Mirabelle, nunca consegui deixar de confiar nela, sempre a achei uma personagem com princípios, uma personagem fiel, amiga do seu amigo, até ao fim.
Adorei a personagem da Fleur, uma rapariga inteligente, fruto de uma vivência  complicada com o pai e do abandono parcial da sua mãe. Mas acima de tudo uma pessoa que ao longo da parte do livro em que entra, notasse uma evolução, um crescimento interior, um querer deixar para trás um passado que a atormenta e viver um presente que ela tem medo mas está a gostar de o viver.

Achei muita piada às filhas de Tami e Scott, as pequenas Cora e a Anansy, que se vão tornando tão cúmplices ao longo de toda a tragédia que se abate sobre os pais, mas que têm sempre uma palavra meiga e carinhosa para todos os intervenientes. As suas perguntas pertinentes é que me deixou a pensar que no meio de todo este processo as crianças é que sofrem.

Adorei a escritora, tenho muitos livros dela cá em casa, estão no post anterior os livros que tenho e pretendo ler assim que me for possível. Foi muito bom ter descoberto a escritora Dorothy Koomson, mais uma excelente escritora para a lista de 2015.

Gostei muito e recomendo vivamente a sua leitura.
Classificação 5 estrelas no Goodreads.

Excerto:
retirado da internet

«Já ouviram falar da Praia das Rosas?
D lenda da mulher que renunciou a toda uma vida por amor? Percorria uma ilha deserta de lés a lés em busca do amado que se perdera no mar. O seu amor era tão raro e assombroso, tão profundo, tão belo e tão puro que, ao caminhar, os seixos aguçados da praia lhe feriam os pés e cada gota de sangue se transformava numa pétala de rosa, até que a praia se converteu numa manta de perfeitas pétalas vermelhas.
Já ouviram falar da Praia das Rosas?
Valerá a pena matar para a conhecer?» Prólogo 

Boas leituras!

10 comentários:

  1. Olá Carla
    Ainda bem que gostaste :)
    É difícil ficar indiferente a este magnífico livro.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara,
      Adorei a história, gostei muito da escrita de Dorothy Koomson, quero muito continuar a seguir esta escritora.
      Achei toda o enredo muito realista e um final sem os ditos clichés, que diga-se de passagem me surpreendeu muito.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Olá Carla,
    Esta autora tem óptimas criticas e mais uma vez que ficaste rendida à escrita da autora.
    Eu ainda não li nada dela mas quero muito ler.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tânia,
      A escrita de Dorothy Koomson é fabulosa, conseguiu-me transporta para dentro do livro, a história é excelente e os personagens são fabulosos.
      Adorei e quero ler mais desta escritora, tenho alguns cá em casa que quero ler, mesmo muito.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  3. Olá Carla,

    Ainda bem que gostaste de livro. Tenho muita curiosidade em ler livros desta autora. Só ouço falar bem dela. Quem sabe brevemente :)
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh amiga, lê.
      Eu nunca tinha lido nada desta escritora e adorei este livro é tão lindo, profundo, faz reflectir, é excelente.
      Ainda dou por mim a pensar no livro.
      Beijinhos e boas leituras;)

      Eliminar
  4. Olá Carla,
    Que bom que gostaste!!
    Eu gosto muito da escrita da Dorothy Koomson e da forma como ela nos consegue transmitir as emoções =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Adorei o livro é maravilhoso, concordo contigo a escrita dela é magnífica e o modo como nos consegue transmitir as emoções ao longo da leitura é extraordinário.
      Adorei o final, contava com tudo menos com aquilo.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  5. Olá,
    Este escritora é muito falada e as críticas aos seus livros são sempre muito positivas. Eu tenho o livro Amor e Chocolate dela, mas segundo o que andei a ler é dos piores no sentido de ser mais levezinho dela, contudo espero vir a ler os seus outros livros, porque é uma autora que me desperta mesmo muita curiosidade.
    Gostei de ler a tua opinião, parece que a tua primeira experiência com esta autora foi muito positiva. Também gostei muito da fotografia que colocaste no post, acho-a muito bonita. :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Tânia este livro é lindo, toda a história é maravilhosa e depois tem um final arrebatador, quando puderes lê.
      Em relação ao livro que tens dela já li criticas muito positivas, o facto de ser um livro mais leve certamente não vai tirar a beleza da escrita de Dorothy Koomson.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar