quarta-feira, 3 de julho de 2013

Minha opinião sobre o livro _ A Rapariga de Papel de Guillaume Musso_

A Rapariga de Papel
de Guillaume Musso
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 356
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722526388

Sinopse:
"Há apenas alguns meses, Tom Boyd era um escritor famoso em Los Angeles, apaixonado por uma célebre pianista. Mas na sequência de uma separação demasiado pública, fechou-se em casa, sofrendo de bloqueio artístico e tendo como única companhia o álcool e as drogas. Certa noite, uma desconhecida aparece em sua casa, uma mulher linda e completamente nua. Diz ser Billie, uma personagem dos romances dele, que veio parar ao mundo real devido a um erro de impressão do seu livro mais recente. 
A história é uma loucura, mas Tom acaba por acreditar que aquela deve ser de facto a verdadeira Billie. E ela quer fazer um acordo com ele: se ele escrever o seu próximo romance, ela poderá regressar ao mundo da ficção. Em troca, ele ajuda-a a reconquistar a sua amada Aurore. O que tem ele a perder?"


Críticas de imprensa
«Este romance excêntrico agarrou-nos.»
Bella

«Guillaume Musso publica agora aquele que é provavelmente o seu melhor romance. A intriga está muito bem trabalhada e o tema é particularmente bom e surpreendente.»
Le Figaro Littéraire

«A Rapariga de Papel é um truque de magia delicioso.»
Le Parisien

Minha Opinião:
Acabei agora mesmo de ter ler mais um livro de Musso e mais uma vez dou os meus parabéns a este escritor, amei o livro. Já li alguns dos seus livros e não consigo dizer de qual gostei mais, todos eles me surpreendem pois têm um enredo delicioso e rico em personagens magnificamente bem estruturadas.
Desde já alerto para o facto de este livro ter um final que só é revelado na última página, o que me deixou ainda mais agarrada à leitura.
Três amigos de infância Tom, Milo e Carole, que se tornam amigos para a vida devido às circunstâncias em que se conheceram e a um meio social decadente que faz com que eles se unam com toda a força. Tom torna-se escritor de sucesso e Milo trabalha juntamente com Tom para promoção dos seu livros, sendo desta forma o seu agente, por fim Carole é polícia. 
Tom apaixona-se por uma pianista muito famosa e com o rompimento da relação, refugia-se na bebida, nos calmantes e ansiolíticos, isola-se da sociedade e também dos seus amigos.
Certo dia surge-lhe uma mulher toda nua na varanda da sua luxuosa casa, dizendo ser Billie, a personagem da trilogia que Tom estava a escrever o terceiro volume, deveria estar, pois no seu estado não escrevia nem uma linha.
Billie diz ter caído no mundo real por causa de uma tiragem de 100 000 exemplares que só imprime até meio do livro. Tom não acredita mas após uma série de questões colocadas a Billie, e mais umas quantas provas dadas por ela, o escritor acaba por acreditar. Tom e Billie fazem um acordo em que Billie tem de fazer a famosa pianista voltar para Tom e por seu lado Tom tem que escrever o terceiro volume para que Billie volte para o seu mundo de ficção.
No meio disto tudo Milo, agente de Tom, perde fortunas de dinheiro e colocasse numa situação delicada de falência. 
Não vou adiantar mais pois dessa forma tirava a beleza ao livro.
Adorei a leitura, ainda estou estonteada com as reviravoltas do livro e com o final surpreendente.
Aconselho vivamente...

Excerto:
"A nossa liberdade constrói-se  sobre aquilo que os outros ignoram da nossa existência"

Classificação _ 6_Excelente

Boas leituras!

2 comentários:

  1. Fiquei muito curiosa quanto ao final :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Redonda,
      Lê que não te vais arrepender.
      Boas leituras!

      Eliminar