terça-feira, 10 de novembro de 2015

Divulgação Editora Verso da História - A" Marinha de Guerra Portuguesa" do escritor Pedro Lauret

A Editora Verso da História faz o lançamento do livro "Marinha de Guerra Portuguesa" do escritor Pedro Lauret no dia 19 de Dezembro, 18h, no Pavilhão das Galeotas do Museu da Marinha em Lisboa.
Verso da História, 312 pp, 39,95 euros
O contributo da Marinha para a nossa história,por Pedro Lauret. A "Marinha de Guerra Portuguesa," de Pedro Lauret, é uma obra de referência que documenta de forma exaustiva e minuciosa a evolução da Armada a partir de 1945, percorrendo três décadas de mudanças com grande significado em Portugal e que muito influenciaram a sua relação com a comunidade internacional.
Sinopse:
"A Marinha de Guerra Portuguesa – do fim da II Guerra Mundial ao 25 de Abril de 1974 é um retrato que percorre três décadas em que se registaram mudanças de grande significado em Portugal e na sua relação com a comunidade internacional. Nesta obra é documentada de forma exaustiva a evolução da Armada a partir de 1945 – da missão à política, aos navios e seus equipamentos, à organização, aos processos, às telecomunicações, aos estudos hidrográficos. Para os militares, mas também para o público em geral, esta é uma obra de referência e de consulta obrigatória para conhecer de uma forma mais aprofundada este período da nossa História."retirado daqui

Excerto:

"Fomos e somos reconhecidos como a primeira potência global e precursores em muitos séculos da mundialização. Desse passado nostálgico rezam os compêndios, mas da contemporaneidade pouco se escreveu de forma integral e organizada. Essa exploração tem no livro do Senhor Comandante Pedro Lauret, A Marinha de Guerra Portuguesa – do Fim da II Guerra Mundial ao 25 de Abril de 1974, um contributo de alto valor. – do prefácio de Fernando Melo Gomes. "

O escritor Pedro Lauret:
"Pedro Manuel Cunha Lauret de Saldanha e Albuquerque, nascido em Lisboa a 23 de janeiro de 1949, capitão-de-mar-e-guerra na situação de reforma. Entre 1960 e 1967 efetua os estudos secundários no Liceu Camões, em Lisboa, onde é dirigente da Ação Católica, participando nas movimentações estudantis que nesses anos ocorreram. Ingressa na Escola Naval em 1967, terminando o curso de Marinha em 1971. É um dos fundadores, em 1970, de uma organização politica clandestina de Oficiais da Armada de oposição ao Estado Novo. Em setembro de 1971 inicia uma comissão na Guiné, como oficial imediato da Lancha de FiscalizaçãoOrion, exercendo uma intensa atividade operacional até agosto de 1973, tendo participado no início das operações conhecidas pelo cerco a Guidage em maio de 1973, e participado nesse mesmo mês e seguinte nos acontecimentos Guileje, Gadamael. Em outubro de 1973, já na Metrópole, efetua, com outros oficiais, a ligação ao Movimento dos Capitães por designação de um grupo de oficiais da Armada. Faz parte da comissão que redigiu o Programa do Movimento das Forças Armadas e outros importantes documentos – em conjunto com Vítor Alves, Melo Antunes, Franco Charais, Vítor Crespo e Almada Contreiras. Após o 25 de Abril integra o gabinete do almirante Pinheiro de Azevedo, chefe do Estado-Maior da Armada e membro da Junta de Salvação Nacional. Faz parte da Comissão Coordenadora do MFA Armada, da Assembleia do MFA Armada e da Assembleia do MFA Nacional. Em 1981 frequenta e termina uma pós graduação em Estratégia e Organização no Instituto Superior Naval de Guerra. Em 1986 passa à reserva e depois à reforma, iniciando atividade empresarial no âmbito da engenharia e consultoria informática. Membro fundador da Associação 25 de Abril, integra atualmente a sua Direção. Coordenou a equipa que produziu o site da Associação 25 de Abril e o site Guerra Colonial. Coordenou a obra Os Anos de abril, coleção de oito volumes produzida para o Grupo Cofina e editada em 2014. Atualmente dirige um projeto de investigação histórica designado «Marinha: do fim da Segunda Guerra Mundial ao 25 de Abril de 1974». Foi agraciado pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, com o grau de Grande Oficial da Ordem da Liberdade. "retirado daqui

Obrigada Editora Verso da História por apostar na história e no conhecimento real.
Leiam livros da Editora Verso da História.

Sem comentários:

Enviar um comentário