sábado, 20 de agosto de 2011

A Leitora Diz NÃO aos Desafios...

Não sei se existem mais pessoas como eu, sinceramente noutra época não teria postado esta postagem, mas o facto é que não consigo, sinto-me quase que com claustrofobia literária, se é que me faço entender e se é que isso  existe.
Só o facto de ter delineado as minhas leituras me tirou a vontade de ler. Eu sei que parece de loucos, mas também nunca disse que não tinha um pouco ou talvez muito de louca. Mas de sensato e de louco temos todos nós um pouco. O facto de ter uma vida demasiado rotineira, me leve a querer quebrar a rotina na leitura, esta foi a justificação que eu arranjei para o meu incumprimento constante das leituras a que me proponho. Não adianta teimar, não vou insistir mais  em andar a querer cumprir desafios literários. A partir deste momento não quero saber mais de desafios literários e vou voltar ao meu cantinho das leituras para onde me foge a mão na estante. O único desafio que tenho é para comigo, e esse não o posso chamar de desafio mas simplesmente de prazer pela leitura. Gosto de ler e de viajar pelo mundo da literatura, não quero fazer da leitura um compromisso mas sim o meu refúgio o meu passatempo, o meu cantinho amigo e o meu pequeno luxo. 
Não quero saber se vou conseguir ler 10 livros ou 4 livros durante 30 dias, nem tão pouco qual vai ser o livro que vou ler a seguir. Sempre amei ler, pelo menos a a partir do  momento que me recordo de ser gente. Mas por outro lado sempre detestei ter regras, claro que existem regras às quais não se pode nem se deve fugir, regras que nos fazem saber conviver em sociedade. Mas essas eu gosto de cumprir e não admito que se interponha algo que me impeça  de as cumprir. 
Contudo existe uma questão que me começou a surgir na minha cabecinha...se a leitura corresponde ao meu momento de lazer e de prazer, posso eu estar a ficar angustiada por não me apetecer ler isto ou aquilo? Porque acreditem ou não eu fico angustiada. Eu sei que pode parecer estranho ficar angustiada ou ansiosa por uma coisa destas, mas não somos todos iguais logo como tal esta é a minha forma de reagir, o meu organismo reage com ansiedade quando me deparo com algo que não sei se terei vontade de realizar, ou que num determinado momento tive vontade de realizar mas que só pelo simples facto de passar a ser obrigatório não tenho mais vontade de realizar. Confuso?? Eu sei que sim. Mas com tudo isto só quero dizer não aos desafios literários. A partir deste momento vou ler o que me apetecer e quando me apetecer, porque LER É UM PRAZER E NÃO UM DESAFIO, LER É SER LIVRE E VIAJAR PARA TODOS OS LADOS MAS SENTADO NO MEU SOFÁ. 
Viva a leitura e viva a liberdade de escolha. 
Espero que me tenha feito entender, não tenho nada contra os desafios...simplesmente eu não me dou com eles e eles também não gostam nem um pouco de mim. Por isso a partir de hoje não vou aderir a mais desafios nem fazer os montinhos de dez... acabou. Pelo menos na leitura quero ser livre de escolher, livre de parar de ler porque não estou a gostar, livre de colocar de parte, porque ler é acima de tudo um prazer uma coisa que faço por gosto e porque quero e não me quero obrigar a seguir desafios.
Não me entendam mal simplesmente aceitem, ou não aceitem, pois esta é a minha decisão. Ler o que me apetecer e quando me apetecer. Admiro quem segue desafios, mas eu não consigo. 
Espero que não tenha de forma alguma "ofendido" quem quer que seja, nem tão pouco "desiludido" mas só estou a escrever o que me vai na alma e a fazer o que acho correcto.
Boas Leituras!
P.S. A partir de hoje só terei as minhas opiniões literárias, todos os desafios vão ser retirados do blogue, contudo as postagens relativas a eles continuaram pois fazem parte de um crescimento literário pelo qual eu tive que passar.

10 comentários:

  1. Olá!:)
    Os desafios para mim são uma brincadeira! Se conseguir tudo bem senão paciência! Também não gosto de me sentir "apertada".

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente com você! Completamente. Andei observando esses desafios literários, e confesso-te que me chamaram a atenção de início... Depois, observando do que se tratava, não me permiti perder o encanto, a mágica do encontro com o livro. Aquele momento ùnico em que você passa a mão pela estante, sobre os livros e parece até que um deles consegue segurá-la, retê-la, como um convite adorável para lê-lo. Às vezes pelo autor, capa ou por ter ansiado tanto compra-lo. Mas, concordo com você, desafios quebram o encanto, até porque a partir do momento em que há uma meta a ser cumprida não teremos tempo de quase falarmos de determinado personagem como se fosse um querido conhecido...

    Parabéns pelo Blog! Estou sempre a passar aqui.
    Beijos em teu coração!

    ResponderEliminar
  3. Olá Jojo
    Eu gostava de encarar os desafios literários assim mas como sou uma caixinha de ansiedade não consigo.
    Beijinhos e boa leitura...;)

    Olá Gersonita

    Muito obrigada por gostares deste cantinho no qual me vou expondo aos poucos e me dando a conhecer. Traduzis-te no teu comentário tudo aquilo que eu sinto. É bom saber que não sou a única.
    Beijinhos...Boa leitura;)!

    ResponderEliminar
  4. Concordo contigo. Nunca segui desafios.
    Os montinhos que fiz/faço de livros para ler, eram/são livros para trocar com colegas, não porque tinha/tenho que os ler. Eram/São meus, ia/vou lê-los, portanto ñ eram/são uma obrigação.
    Tenho a páginas das minhas leituras, mas só por uma questão de curiosidade, tipo quantos livros foram lidos, assim como para saber os que li e em que mês. Da maneira como sou despistada, é bem provável que começasse a ler algum repetido :P e só dps me apercebesse q já o tinha lido.

    Eu digo muitas vezes, já viajei por muitos sítios, já fiz muitas coisas e sempre sem sair de casa :) É o prazer das leituras, permite-nos viajar, sonhar, recordar...

    Bjinhos, boas leituras e continua com as opiniões ;)

    ResponderEliminar
  5. Olá Mira
    Pois é Mira o melhor da leitura é mesmo isso poder correr o nosso mundo e outros sem sair de casa, sentada no sofá.
    Beijocas e boas leituras;)

    ResponderEliminar
  6. Também partilho a tua opinião.
    Nos últimos tempos, aliás, tenho pensado nisso, nomeadamente pelo desafio que me propûs para 2011 no Goodreads. Tenho-me apercebido que sinto-me um bocado forçado a ler para chegar aos 40 livros que defini no início do ano, um bocado preso a esse número.
    Como falta "pouco", vou tentar completá-lo, mas para o ano já decidi que não irei repetir essa experiência.

    ResponderEliminar
  7. Eu estou como a Mira, faço a lista dos livros apenas para controle meu. Tentei no inicio do ano propor-me a ler 50 livros em 2011 e desisti pois tão depressa tenho tempo como já não o tenho...
    O único desafio em que estou agora e que aderi por não ser preciso ler com regras, pois baseia-se nos livros já lidos, é o 45 Days Book Challenge... E já me chega para manter o blog animado ;)

    ResponderEliminar
  8. Olá!

    Antes de mais devo dizer que gostei imenso do teu blog e que vou segui-lo.

    Sobre o texto:
    Pessoalmente não gosto de desafios, pois parecem-me uma desculpa para colocar as pessoas a ler, quando a leitura não é nenhum trabalho de casa. É algo que se deve fazer pelo simples prazer. Mas atenção, não digo que quem faz esse tipo de desafios lê por obrigação.
    Enfim... O texto agradou-me imenso, pois, para mim, é sempre bom saber a perspectiva das pessoas sobre qualquer assunto.

    Beijos.

    PS: Adoro ouvir Adele, logo, adorei a música que tens no blog.

    ResponderEliminar
  9. Ainda bem que postei sobre este tema afinal existe uma certa controvérsia em redor dos desafios. Uma coisa que gostava de salientar não tenho nada contra quem faz e a quem adere aos desafios. Até porque eu também aderi a eles e tenho todas os leitores em boa consideração. O único facto é a mim os desafios estavam a dar-me claustrofobia. Ler é uma delícia um passatempo que faço com todo o amor e dedicação.
    Boas leituras!

    ResponderEliminar
  10. Nunca gostei desses desafios, fazer do prazer uma obrigação? Parece mais uma vontade de fazer números que outra coisa.
    Desafios pessoais, sim, vontade própria de ser capaz de alcançar objectivos, nada mais.
    Boas leituras ;)

    ResponderEliminar