segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Opinião | "A Bela e o Vilão" de Julia Quinn



Sinopse:


Libertino. Devasso. Debochado. Três adjetivos que podiam descrever Michael Stirling na perfeição. Bem conhecido nas festas londrinas, quer desempenhasse o papel de sedutor ou o papel de seduzido, uma coisa era certa: nunca entregava o coração. Ele teria até acrescentado a palavra “pecador” ao seu cartão de visita se não achasse que isso mataria a pobre mãe.
Mas ninguém é imune ao amor. Quando a seta de cupido atinge Michael, dá início a uma longa e tortuosa paixão – pois o alvo dos seus afetos, Francesca Bridgerton, tem casamento marcado com o seu primo.
Mas isso foi antes. Agora, Francesca está novamente livre. Infelizmente, ela vê Michael apenas como um ombro amigo – até à fatídica noite em que lhe cai inocentemente nos braços, e a paixão se revela mais poderosa e intensa do que o mais perverso dos segredos… 

Opinião:

Este é o terceiro livro que leio este mês de outubro da Série Bridgerton, sendo VI volume. Neste volume, a história desenrola-se em redor da Francesca Bridgerton, que fica viúva do Conde John Stirling, ainda bastante jovem.
O primo de John, que após a sua morte, passa a Conde Michael. Michael é loucamente apaixonado pela viúva do primo, mas não ousa tocar no assunto com ninguém. 

Após a morte do seu primo John, Michael vai viajar durante quatro anos para as Índias, deixando Francesca, na casa que agora seria dele, dado que ele passa a ser o conde. Tido como mulherengo, libertino e sedutor, Michael, regressa a londres para casar, na mesma época em que Francesca, decide, voltar a casar, após quatro anos de luto.
Claro que o final do livro não trás grande surpresas mas gosto de ler os livros de Julia Quinn, adoro os irmãos Bridgerton e a mãe Violet.

Classificação de 4**** estrelas no Goodreads.

Excelentes leituras!


P.S. Esta leitura foi realizada para a Maratona Final do Ano no tópico - De um(a) autor(a) favorito(a)-.

Sem comentários:

Publicar um comentário