domingo, 3 de maio de 2020

32 # Opinião | "A Corrente" de Adrian McKINTY


Sinopse:
A manhã começa normalmente. Rachel Klein deixa a filha, Kylie, na paragem de autocarro e segue a sua rotina diária. Mas um telefonema a partir de um número desconhecido para o seu telemóvel muda tudo. Do outro lado da linha, está uma mulher a avisá-la de que tem Kylie em seu poder, no banco de trás do seu carro, e que Rachel só voltará a ver a filha se pagar um resgate… e raptar outra criança.

A mulher diz-lhe que é mãe de um rapazinho que foi também raptado e que, se Rachel não fizer exatamente o que ela lhe diz, o menino morrerá e Kylie também. Rachel faz agora parte da Corrente, um esquema aterrorizador que transforma os pais das vítimas em criminosos - e que, ao mesmo tempo, deixa alguém muito rico.

Rachel é uma mulher comum mas, nos dias que se seguem, vai ultrapassar limites até aí inimagináveis. Terá de fazer escolhas morais impossíveis e praticar coisas terríveis. A Corrente é implacável e totalmente anónima. As suas regras são simples: entregar o dinheiro exigido, encontrar uma vítima e, a seguir, cometer um ato abominável que nunca passaria pela mente de uma pessoa comum.
Os cérebros por trás da Corrente sabem que os pais farão qualquer coisa pelos seus filhos. Mas o que eles não sabem é que podem finalmente deparar-se com alguém à sua altura. Rachel é inteligente, determinada e uma sobrevivente. Será ela a pessoa capaz de quebrar a Corrente?

Opinião:
Esta foi uma leitura muito boa, que me agarrou do início ao fim. Um thriller fantástico, muito bem escrito, com uma estrutura e enredo muito dinâmico o que fez com que a leitura fosse voraz e de cortar a respiração. Eu que sou uma pessoa que demora a ler, li este livro em 24 horas e foi sempre a suster respiração. Adorei e tenho a certeza que vai entrar para o meu top 10 de 2020.

Rachel Klein nunca imaginou passar por uma coisa tão terrível  e profundamente assustadora,  quanto quinta-feira de manhã, ela se dirige a uma consulta de oncologista, ela recebe um telefonema um número desconhecido informando que Kylie, a sua filha de 13 anos acaba de ser raptada e que agora Rachel faz parte da Corrente, a maior organização criminal de onde ninguém  conseguiu escapar vivo e onde ninguém sabe o que é já que ninguém nunca teve coragem de a denunciar.
O funcionamento da Corrente não é complexo, aliás é demasiado simples, mas muito macabro, consiste no seguinte: para Rachel ter a sua filha de volta ela tem de fazer duas coisas, primeiro pagar o resgate e depois raptar uma outra criança e esperar até que A Corrente liberte a sua filha, deste modo o ciclo continua e a corrente não é quebrada. Se Rachel falhar a sua missão a sua filha morre e ela também e se a família que raptou Kylie falhar esta também morre.
Rachel trava esta luta com a ajuda de Pete, o seu cunhado e padrinho da Kylie.
"A Corrente" é um livro que tem um enredo fantástico, tem uma trama que não me deixou largar o livro até terminar...estou a repetir-me eu sei ;).
Dei por mim muitas vezes a falar para a Rachel a dizer não faças isso faz antes isto.
Estar no lugar de Rachel é bem fácil, pois que mãe suportaria o rapto da sua filha e só no desespero é que vai raptar uma outra criança... A forma como o escritor revela detalhadamente a origem da Corrente é muito bem conseguida e adorei.
Gostei de tudo neste livro, mesmo o tão falado final eu gostei.
Achei a capa muito boa, ainda mais após a leitura do livro, quem o ler vai entender.
Classificação de 5***** no Goodreads.
#FicaEmCasa ❤
Excelentes leituras!

2 comentários:

  1. Olá Carla. São tantas as pessoas que falam bem deste livro que eu acho inevitável colocá-lo na pilha a serem lidos recentemente. Boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Landa,
      Este livro é realmente fantástico, aconselho vivamente a leitura. Depois diz o que achaste do livro.
      Boas leituras.

      Eliminar